domingo, 27 de março de 2011

Aquele com a falta do depo provera... e de respeito para com a consumidora...

*


Que consumidor no Brasil não tem vez, estamos fartas de saber... quando isso atinge o campo da saúde física e mental das pessoas é de se revoltar ao cubo... mas também estamos fartas de saber que acontece...  Deixar pra lá é mais fácil, porque nesse país, qualquer movimento que se faça contra esse tipo de prática que caracteriza total falta de respeito e descaso é desgstante e costuma resultar em nada... mas como na minha boca (e nos meus dedos) ninguém manda... falar (e escrever) eu posso (ainda posso?)

É um absurdo o que o laboratório Pfizer está fazendo com as consumidoras do Depo Provera 150mg (um contraceptivo intra-muscular trimestral)... nem tanto por terem paralisado a comercialização (paralisado e RECOLHIDO o produto em estoque na maioria das farmácias e drogarias do país)... mas por dois motivos em especial:

1- Não terem avisado previamente sobre essa prática, dando às usuárias da depo a oportunidade de estocarem o produto...

2- (o pior e mais arrogante) Responderem às consumidoras que buscam informações a respeito desse tal "ajuste de produção" (a justificativa para a paralisação da comercialização) a frase mais imbecil que já li e ouvi em toda a minha vida:

"(blablablás anteriores)... Durante o período de falta do produto, é importante que procure seu médico para que o medicamento possa ser substituído adequadamente de acordo com as opções terapêuticas disponíveis no mercado." (Fonte: Reclame Aqui)...

Sou só eu, ou outras usuárias também se sentiram umas babacas e perfeitas idiotas ao ouvirem/lerem uma resposta tão absurda!!!
Só quem não precisa usar o depo provera como contraceptivo (ou para minimização de alguma anomalia /patologia no aparelho reprodutor) é capaz de abrir a boca pra mandar uma mulher ir procurar seu ginecologista pra sugerir-lhe outro contraceptivo... porque quem já precisou do depo alguma vez, sabe que o mesmo não é um contraceptivo que se usa só por opção... quem usa depo é porque precisa do DEPO... mesigynas e perlutans da vida não nos darão a mesma qualidade de vida que essa medicação específica nos proporciona... quando se trata de contraceptivos, há uma coisinha chamada ADAPTAÇÃO, que precisa ser levada em conta...

Dizer pra uma usuária do depo provera usar mesigyna enquanto o depo está em falta é o mesmíssimo que dizer pra um usuário da risperidona (que não tem na rede pública) ir tomando haldol  (que tem na rede pública) até que o governo libere o fornecimento dessa medicação em casos específicos... ABSURDO!!!!!

Ora senhores empresários... tenham o mínimo de dignidade e não nos trate como idiotas... honrem o volume que carregam dentro das calças (ou o sangue que lhes desce do meio das pernas uma vez por mês)... tenham um pouco de bom senso... honrem a confiança depositada em sua marca e pelo menos trate a consumidora com um pouco mais de respeito... 

Parem de agir nos fazendo parecer verdadeiras palhaças... vamos conversar de forma à nos entender e encontrar uma solução para o problema... porque a solução meus queridos não é uma simples substituição de medicamentos... não dá pra dormir tomando depo e acordar tomando perlutan... à não ser que o senhor Pfizer esteja disposto a arcar com os gastos em função das muitas cefaléias, cólicas abdominais, azias, alterações de humor, irregularidade do ciclo menstrual e até um provável BEBÊ que possa surgir em muitas mulheres usuárias do depo provera, a partir dessa substituição... e será que o sr. Pfizer tá afim de arcar com um bebê não planejado até que esse complete 18 anos de idade???

Respondam nossas perguntas de forma clara... e nossas perguntas não são poucas meus queridos... 

- Por que pararam a produção e comercialização do Depo Provera???? 

"(...) o medicamento Depo®-Provera® (acetato de medroxiprogesterona) está passando por um período de desabastecimento no mercado em razão de ajuste e adaptação na cadeia de suprimento do produto. Trata-se de uma situação temporária que ocorre com todas as apresentações do medicamento. Até a presente data, não temos uma previsão de quando a comercialização estará normalizada." (Fonte: Reclame Aqui)...

Que raio de adaptação é essa??? O que precisa ser adaptado??? Por que essa adaptação está demorando tanto??? Porque adaptar algo que era perfeito pra quem consumia??? Como assim vocês não tem previsão para a solução de um problema que vocês mesmos criaram???? Cadeia de suprimento do produto??? Qual é o problema com a cadeia de suprimento do produto???

"(...)Lamentamos eventuais transtornos que esta situação possa causar" (Fonte: Reclame Aqui)...

Lamentam??? 
Ahhhh mas se eu não encontrar o medicamento até o dia 05 de abril de 2011 e tiver que usar outro contraceptivo e esse contraceptivo me causar qualquer transtorno ou intercorrência... meus amigos do Pfizer, vocês farão muito mais do que se lamentar, porque os meus braços não ficarão cruzados e mesmo que eu leve anos brigando na justiça e gaste todo o meu ordenado com advogados, vocês vão pagar pelas consequências dos meus transtornos de saúde... tanto os orgânicos, quanto os mentais... e reze, sr. Pfizer pra eu não engravidar no período de troca de medicamento, porque aí o sr. saberá o valor exato que se gasta para educar um filho com o mínimo de qualidade de vida... isso não é uma ameaça, é um aviso prévio, coisa que acho que o sr. não sabe o que significa, se soubesse teria usado dele (o aviso prévio) no mínimo seis meses antes de cortar a comercialização do depo provera!

Aliás, sr. Pfizer, o senhor sabe o que é QUALIDADE DE VIDA??? Creio que não, pois se soubesse não teria agido com todo esse descaso para com as consumidoras do depo provera... pois é em busca de melhor qualidade de vida que nós fazemos uso deste produto e agora ele simplesmente SUMIU das prateleiras, sem prazo determinado pra voltar... CÚMULO DA FALTA DE RESPEITO!!!!

(...) e informamos que estamos fazendo todo o possível para que o abastecimento seja normalizado o quanto antes. (Fonte: Reclame Aqui)

Ahan... mas e enquanto ele não é normalizado, o que vocês nos oferecem??? Vão arcar com um Mirena para cada uma das consumidoras da depo provera, porque creio eu que esse (e só esse) dispositivo intra uterino chegaria perto do que o depo provera nos oferece à nível de qualidade de vida! O que vamos fazer sr. Pfizer, enquanto vocês não normalizam o abastecimento??? Já lhe informamos que nenhum outro contraceptivo disponível no mercado (e com custo próximo ao do depo, é claro) supre nossas necessidades à nível de contracepção ou patologias do aparelho reprodutor... então, diante dessa informação, o que o sr. vai nos oferecer???  Mais blablablás??? Bem provável né??? Façam-me o favor!!!!

"Em caso de dúvidas, o serviço Pró-Depo estará à disposição por meio do telefone 0800-703-6912 ou pelo e-mail falepfizer@pfizer.com."

Pra que? pra vocês me mandarem ir procurar a minha médica com objetivo de ela me receitar outro contraceptivo enquanto o depo provera não retorna ao mercado??? BASTA DE BABAQUICE!!!!

Leiam outras indignadas nos links abaixo:

e essa pra mim foi a melhor:

Amei quando ela disse:
"Acho que é desnecessário comentar sobre a irresponsabilidade desta empresa e da indústria farmacêutica como um todo. Está na hora do governo apelar pro licenciamento compulsório de TODO medicamento crítico para a população e evitar este tipo de abuso!"

BABACA, seus sobrenome é "usuária do depo provera"!!!
Porque, né? É por babaca que o sr. Pfizer está querendo me fazer passar!!!

Deveriam dar um basta nesse descaso!!! Mesmo!!! Não merecemos isso!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário