segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações

* 
Desde meados de 2009 comecei a me sentir muito pesada... e à princípio não tinha muito a ver com estética, pois apesar de estar acima do peso, eu não me vi com aquela aparência de gorda que serve como ponto de referência... eu comecei a me sentir pesada mesmo... notei que algumas atividades estavam mais penosas: subir escadas, me levantar da posição "cócoras", correr ou andar mais depressa, dentre outras coisas...
No final desse mesmo ano percebi que tinha engordado ainda mais... até então, a última vez que havia me pesado foi em meados de 2008, quando a balança marcou 53 kilos... depois disso não me pesei mais, até porque nunca fui de ficar subindo em balança constantemente... 
Acontece que ao notar que esteticamente eu estava "gordinha" e a consequência disso ser uma total insatisfação, me pesei em novembro/dezembro de 2009 e o resultado me foi tão assustador que eu quase tive um treco alí em cima da balança...

65 kilos...

Foi isso o que a balança mostrou me fazendo engolir um monte de sentimentos horríveis... como eu poderia ter engordado 12 kilos em um ano e meio... e ainda tomando sibutramina?? (Eu tomo sibutramina desde o final de 2006... faço intervalos de 6 meses desde então)... O que leva uma pessoa a engordar tanto assim num período tão curto? A resposta sinceramente não encontrei... não me lembro de mudanças significativas de hátitos alimentares, exceto pelos lanches do Mc Donalds que se tornaram um vício... mas não creio que só isso tenha causado tanto estrago, acho que foi um conjunto de fatores associados que me passou despercebido, e o resultado foi esse... 12 kilos a mais...

Decidi então... em dezembro de 2009, que começaria uma dieta pra emagrecer pelo menos 8 kilos... assim, já me sentiria menos pesada e esteticamente mais satisfeita... mas não consegui manter e desisti em meados de 2010... o que mais me desanimou foi a relação "Sacrifício X Resultado" ... eu tinha a impressão de que o esforço que estava fazendo era grande demais e em contrapartida, emagreci quase nada em cinco meses de dieta... pouco mais de 1 kilo... Não achei que isso fosse justo... eu estava abrindo mão de um monte de coisas que gostava de comer... diminuí a cervejinha das horas de lazer e,... caramba!... só emagreci pouco mais de 1 kilo??? Injusto demais...

Em função disso, decidi em novembro de 2010 que recomeçaria uma tentativa de emagrecer... me pesei e estava com aqueles mesmos 65 kilos de mais de um ano atrás... Sabendo que eu não daria conta de dietas invernei pesado na sibutramina... 30mg diárias sem falhas e além disso, passei a fazer só 1 refeição de sal por dia e 2 ceias... tomava uma caneca de leite de manhã, comia uma fruta na hora do almoço e depois disso, só jantava (e cedo... tipo 19 horas... após a janta mais nada além de água).
No primeiro dia de janeiro escolhi CRISÁLIDA como minha palavra do ano e recentemente me dei conta de que agir dessa forma em busca de emagrecer ia totalmente contra a idéia da influência dessa palavra na minha vida... resolvi então que era hora de estabelecer algo saudável pra mim,... que me levasse à emagrecer, mas do jeito certo.... não com dietas que eu não conseguiria seguir... não me tornando dependente de um inibidor de apetite... não comprometendo a minha saúde... assim não!!

Passei a pensar firmemente numa mudança de hábitos... mas como isso ia contra as minhas limitações, eu sabia que corria o risco de desistir de novo... achei melhor, então, fazer um planejamento e a partir daí pesquisar sobre emagrecimento gradativo e saudável...
Eu já me conheço... sei das minhas limitações e foi justamente pensando nessas limitações,que me dei conta de que se eu não as respeitasse, jamais emagreceria... jamais conseguiria alcançar objetivo nenhum... porque lutar contra os outros é fácil... mas lutar contra si mesma... aí é que o bicho pega!

Tem gente que simplesmente decide emagrecer e pronto... busca informações sobre como conseguir isso, bota em prática e PÁ... tá magra... eu não sou dessas... eu realmente encaro algumas coisas como sacrifício e aí fica tudo penoso demais... o que me faz desistir... dessa vez eu queria fazer de forma que não me sentisse desmotivada a ponto de desistir!

Então comecei a agir com cautela, calma, paciência e respeito às minhas limitações... pensando nisso, a primeira coisa que fiz foi compreender a minha insatisfação e aí dei o primeiro passo:

1- Compreender minha insatisfação com meu peso - respondendo algumas perguntinhas:

Porque eu quero emagrecer?
Pensei muito sobre isso, porque não queria de forma alguma cair na tal beleza imposta e na insatisfação construída pela mídia... como em 2010 eu visitei muitos blogs de moda e beleza, tive receio de estar influenciada por isso...
Me dei conta de que não... não era influência da mídia porque afinal de contas eu nunca quis ser magrela... pesar 40 kilos nunca passou pela minha cabeça e como sou doadora de sangue, faço questão de estar acima de 50 sempre!
Eu decidi emagrecer por dois motivos: a) me sentir pesada e ter dificuldades em exercer algumas atividades simples do cotidiano e b) não estar me sentindo bem esteticamente... as roupas que gosto de usar já não estão mais adequadas à minha silhueta e isso me deixa insatisfeita.
Pronto... eu já tenho os meus motivos... que são de fato meus e bem particulares... em nada tem a ver com o que estabelecem enquanto padrão por aí...

Para quê eu quero emagrecer?
Sabendo o por que, ficou fácil estabelecer objetivos para emagrecer...
Eu decidi emagrecer pra conseguir desempenhar facilmente atividades simples do cotidiano e pra poder usar roupas que gosto e que me fazem sentir bem... São esses, portanto, os meus objetivos em relação ao emagrecimento!

Depois de compreender minha insatisfação estipulei algumas metas... também usando questionamentos e passei pro segundo passo:

2- Metas para o emagrecimento

Quanto eu quero emagrecer?
Me lembro que com 53 quilos eu não me sentia pesada e usava fácil os tipos de roupas que gostava... Decidi então que queria emagrecer 12 kilos!

Em quanto tempo quero emagrecer?
Se sou uma pessoa limitada, queria algo que não envolvesse um esforço absurto e causador de sofrimento... de que adiantaria pesar 53 kilos em dois meses estando chateada? Eu aguentaria muito tempo sofrendo privações? Já sabia as respostas pra essas perguntas... então estabeleci um período de tempo maior... afinal de contas, de nada adiantaia perder peso em pouco tempo com sofrimento, se com certeza eu voltaria aos meus maus hábitos de antes de alcançar a perda de 12 kilos... 
Lí um pouco sobre reeducação alimentar, atividades físicas e li mais ainda relatos de pessoas que emagreceram e conseguem ainda manter um bom peso... percebi que é quase unanimidade nesses casos, o emagrecimento de no máximo 1 kilos por mês... joguei aí uma margem considerando minha limitação e decidi então que queria emagrecer 12 kilos em 15 meses... devendo pesar 53 kilos até o final de fevereiro de 2012.

Eu já sabia os motivos que me levaram a decidir emagrecer... já havia estabelecido objetivos e metas, me faltava só descobrir como seria possível alcança-los e aí parti pro terceiro passo que foi  decidir o método...  mas vou deixar pra contar sobre o ele numa postagem específica... do contrário isso aqui vai ficar gigante e se quase ninguém me lê quando escrevo pouco, imaginem se eu registrar um testamento aqui?! rs... 
Volto com o post "Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações - parte II e aí conto o caminho que decidi seguir pra emagrecer...

2 comentários:

  1. nossa, amiga, espero do fundo do coração que consiga... eu to mto gorda... em 2010 emagreci 10 kg e agora em janeiro eu voltei p estaca 0, 10 kg a mais de novo...affff... perdi minhas roupas, to me sentindo péssima, baixíssima auto0estima...aff isso é tmo horrível.... e pior, sem ânimo de parar de comer, pq to comendo feito louca huahauhauahuahuahua quero ânimoooo!
    Boa sorte, amiga!!!!

    ResponderExcluir
  2. aiiiiiiiiiiiiiiiiiii, kd o resto do post????/ to me mordendo de curiosidade, não faz assim... pô, será q toda mulher passa por isso? Eu, no meu casinho específico, preciso perder uns 10 kgs, mas tomando hormonio sintético diariamente, e uma vez por ano fazendo radioiodoterapia, nem com reza braba, e olha q malho feito ocão. Então, guria, parei de me queixar d vida...emagreço aos poucos, sem neura.. não é o suficiente, mas segundo minha endócrino, com o tempo iremos cuidando da aparência, já q o cãncer filhodaputa me largou d vez.... hehehe. torço por ti, quero acompanhar tua caminhada e sei q irei me motivar... de repente paro de devorar uma barra de chocolate enquanto estou na net..... (irônicaaaaaaaa, mas é verdade). Força de vontade, sempre..... bj
    ps. te acho lindona assim... só pra constar

    ResponderExcluir