segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Aquele com o Projeto 365 - O melhor de fevereiro

*
Mudança de rotina, novos bons hábitos, volta às aulas... e essas são as fotos que melhor representam o meu mês de fevereiro...

036/365
Posse
038/365
Vida Tranquila
043/365
Bolha de Sabão


044/365
Passeio Fotográfico
04//365
Boicotando a crisálida
050/365
Segundo passeio fotográfico... sem mim!
















sábado, 26 de fevereiro de 2011

Aquele com o que vi por aí e curti #8 - Especial fotografia

* 
Porque passei a amar fotografia ainda mais... e a tentar compreender o que me fascina nessa arte...
Porque a fotografia se tornou parte do meu cotidiano... e isso não significa que eu saia por aí com uma câmera fotográfica pendurada no pescoço clicando tudo e todos... significa que passei a observar cada foto que vejo, com olhar mais apurado, prestando atenção nos detalhes e identificando fatores que me fascinam...
Daí que o "Vi por aí e curtí" terá o especial fotografia no último sábado de cada mês... e como esse dia 26 fecha o mês de fevereiro (e também a oitava semana do ano), segue o primeiro especial...

Eu amo as fotos da Ali... a capacidade que ela tem de aproveitar as composições já prontas... ela não precisa sair pra passear num parque, ou fazer uma arrumação na sala, pra compôr uma boa fotografia... ela remete a idéia de que estava alí sem fazer nada, viu a cena, pegou a cam e "click"... acho isso mágico... 


Gosto muito das fotos do Paulo... ele é do tipo de fotógrafo sensível, daqueles que parecem ver o que mais ninguém está vendo... transforma o cotidianamente comum em algo inspirador... acho isso super... Adoro esse tipo de foto, em que se mostra uma outra composição fotográfica... acho bacana e essa ficou tão harmoniosa que foi pra minha lista de favoritas



As fotos da Cá que mais me encantam são as que ela usa aquele ruivinho fofo dela como modelo... principalmente quando ele pousa sozinho... amo... Mas essa aqui encheu meus olhos de afeto... eu amo fotos que remetem afeto, carinho, sensibilidade e que ao bater o olho, consigo pensar na importância que ela terá daqui muito e muitos e muitos anos... essa foto da Cá é um exemplo de afeto e de significância da fotografia...
A Carina não disponibiliza suas fotos pra download no flickr. Clique aqui para ver a foto!

O "Zé" tem uma capacidade incrível de destacar composições... Essa em especial me encantou demais...
José de Holanda não disponibiliza suas fotos pra download no flickr. Clique aqui para ver a foto.


sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Aquele na crisálida - sobre pele, unhas, cabelo e... gelatina???

*
Dizem algumas boas línguas por aí que comer em média 10g. de gelatina por dia corresponde à, diariamente, tomar uma gota d'água da fonte da juventude... será?
Pelo sim, pelo não, sentido faz... por causa do colágeno né? Mas será que de fato comer gelatina todos os dias ajuda a fortalecer unhas, cabelo e tonificar a pele? E se for verdade... será que pode ser qualquer gelatina?
Pesquisando por aí net afora, vi no site Cobacabana Runners essa afirmação:

As gelatinas “em pó” beneficiam cada vez mais a saúde humana. Segundo o professor do Departamento de Alimentos e Nutrição da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, Jaime Farfan, o uso da gelatina como ingrediente ou como sobremesa tem contribuído para fortalecer unhas, cabelos e hidratar a pele, dando-lhe maior resistência, mais espessura, crescimento e brilho.(...) Segundo o professor, como a gelatina é uma fonte de nutrientes que são úteis para a manutenção da boa saúde e de ossos, cartilagens, tendões e inclusive da própria pele, é recomendado que nos mantenhamos uma ingestão constante dessas proteínas ‘colagenosas’. “Esse processo de reposição celular da pele pela ingestão de colágeno é bastante complicado e, agora que está começando a entender o que ocorre nas articulações da pele”, conclui.

 
O site tem "quezinho" comercial, mas não me pareceu daqueles que babam ovo em qualquer um, ou qualquer produto só por $$... fora os anúncios google, não há, na redação do post, menção à nenhuma marca... Mas mesmo tendo colocado bastante fé na informação, vou procurar uma nutri pra me informar melhor sobre a coisa... ainda assim... como não faz mal mesmo... comecei a comer gelatina desde ontem... e se eu confirmar a veracidade dos benefícios mencionados, vou adotar seu consumo como hábito... meu medo é daqui há uns dez dias ficar enjoada da sobremesa
 
Tem alguma nutricionista / endocrinologista / geneticista / gelatinista aí pra nos dizer se a informação procede?

Alguém já sabia disso, adotou o hábito há algum tempo e notou melhora?

*Fonte da imagem: Galeria de imagem do Google

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Aquele com prazer em conhecer - CREME DEPILATÓRIO

*
Nota: o post não tem cunho comercial!

Já tinha lido por aí, meio que "por cima" o termo "creme depilatório", mas confesso que nunca dei muita atenção... sou do tipo bastante cética quando se trata de produtos ditos "milagrosos", do tipo: "remove os pêlos em 5 minutos" ou "alisa os cabelos definitivamente, deixando você livre de secador e chapinha para o resto da vida" ou "clareia manchas em 24 horas"... enfim... desse tipo...  por isso tenho resistência em usá-los... foi assim com o mira-cuticle e hoje estou dando uma outra chance pra esse produto... e foi assim também com o tal creme depilatório... li o termo, não botei fé, não experimentei, e algum tempo depois de já ter ouvido falar, eis que minha vizinha / amiga / ajudante do lar comprou o creme depilatório da linha skin so soft da avon, e empolgadíssima veio me relatar sobre como foi a experiência de usar o produto pela primeira vez... não satisfeita com o relato dela, quis testar e usei na axila... se funciona? sim... funciona! Fiz um demonstrativo no meu braço:

Os pêlos do meu braço



Passei o produto e deixei por uns 5 a 10 minutos


Passei um algodão levemente umedecido e os pêlos saíram



A região do braço onde usei o produto ficou assim...


Nas axilas e na virilha foi a mesma coisa e comigo não aconteceu de irritar a pele... nada de vermelhidão, foliculite, irritação, queimação ou algo do tipo... e por isso, resolvi adotar o produto e abandoar lâminas e ceras... porque no caso das lâminas, eu ficava toda irritada e no caso da depilação com cera, eu sentia dor... com o creme, fico livre dos pêlos indesejados, sem foliculite e sem dor...

As vantagens:
-É de fácil aplicação... bota o creme na espátula, espalha na região a ser depilada até cobrir todos os pelinhos... deixa por 2,5 a 10 minutos (não pode ultrapassar 10 minutos) e passa uma toalha ou algodão umidecidos até retirar todo o produto (com os pentelhinhos juntos);
-Não irrita (pelo menos em mim não): não provoca foliculites, vemelhidão, queimaduras, etc...
-É rápido... em 10 minutos você está depilada;
-É indolor

As desvantagens:
- Não pode ser usado no rosto... irrita à beça... mas vi por aí que existe a versão facial do produto... não testei (até porque não tenho pêlos no buço... então nem daria pra testar) - Nota: a Carolzinha disse alí nos comentários que nela, mesmo no rosto, não irrita... creio que isso varie de pessoa pra pessoa;
- No terceiro dia, os pêlos já começam a crescer;
- Fede pá diabo;
- Em caso de "virilha completa", dá um pouco de trabalho porque requer muito algodão (ou toalhinha, seja lá o que você for usar);
-O produto "corta" o pêlo na altura da raiz, não retira o pêlo do folículo (não sei se isso é uma desvantagem).

Ainda com as desvantagens, vou ficar com o creme por um tempo e observar se não me causará nenhum problema à médio e longo prazo... não tendo, nunca mais vou querer saber de outro método de depilação... Achei o creme perfeito...

Não coloquei a composição + resenha do produto aqui, porque basta jogar no google e acharão um monte por aí... seria chover no molhado... a intenção aqui é mostrar minha opinião sobre o produto e o quanto ele foi benéfico no meu caso (que vivia cheia de bolinhas vermelhas na virilha e nas axilas)...

Vi por aí que existem cremes depilatórios de várias marcas, então não é necessário ficar presa à essa sobre qual eu relatei... eu mesma quero experimentar outras marcas, até pra ver se existe alguma menos fedida! Falei sobre o creme da avon, porque foi ele que eu experimentei!

Então é isso...

Prazer em conhecê-lo, Creme Depilatório

















quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Aquela com as unhas da semana #02 - Citrino Nude Risqué

*
E se tornou minha bola 8 o Citrino Nude da Risqué... ok... sei que até pouco tempo a minha bola 8 era o Café Creme da Impala... mas perdeu feio pro Citrino Nude no quesito "vibe discreta"... que é a que domina geral cabeça, corpo, alma e coração... Estou mesmo numa vibe bem tom da pele... apesar de ainda estarmos no verão e a tendência (Pai do Céu... como odeio a palavra "tendência) pra essa estação ser cores fortes e vibrantes, a minha onda tá em outra praia... e eu prefiro sempre seguir o que manda a minha alma, ao invés do que dita a "modice"...

Continuo sem tirar as cutículas, e fazendo o ritual de hidratação e cuidado que mencionei no post com as unhas da semana passada...

Citrino Nude Risqué... minha nova bola 8... 

E vocês, meninas... tem um esmalte carta de manga, aquele que listaram como o esmalte da vibe da vez de vocês???

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Aquela com as mulheres que me inspiram - Claudia Sachs

A minha palavra pra 2011 bem poderia ser inspiração kkkkk... ou talvez não... talvez a palavra certa seja mesmo crisálida e as inspirações que invadem minha vida sejam consequências desse meu processo de auto-conhecimento... sei lá...
Sei que no meio do caminho, antes de encontrar a pedra de Drummont, achei que, deveria evitá-la... conhecer o outro é fácil... amar o outro é melzinho na chupeta... brigar com outro (infelizmente) é mais fácil ainda... perceber e interpretar o outro, nunca me foi problema... 
Mas coisa dígna de troféu é conhecer e amar a si mesma... brigar com seu próprio interior... isso é pra poucos... não é papo de gente esquizofrênica... o esquizofrênico enxerga, ouve, sente e até vê uma outra pessoa... que para os mentalmente saudáveis não existe... mas pra ele existe... é tipo amigo imaginário, mas de um jeito patológico e muito mais grave que fantasia da primeira infância...
Pra evitar desistir desse meu processo de auto-conhecimento na primeira pedra que encontrasse pelo caminho, venho buscando inspirações que me levem a querer seguir assim e até materializo essas inspirações... seja em pequenos painéis portáteis ou em caderninhos de devaneios... mas acho que ajuda... quando olho pras minhas fontes de inspiração, me sinto como se acabasse de sair de debaixo de uma cachoeira revitalizante...
Descobri várias coisas que me inspiram... mas o mais legal foi que descobri que as maiores e melhores fontes de inspiração que me envolvem não são coisas... são pessoas... melhor que isso... são mulheres... algumas famosas, aquelas de TV, revista, cinema, etc... mas a maioria, aquelas comuns, com quem convivo (pessoal ou virtualmente) no meu dia-a-dia... e daí resolvi compartilhar com vocês sobre essas mulheres fontes de inspiração para o meu momento lagarta na pulpa... quem são e exatamente o que em cada uma delas, me é algo inspirador...

Com vocês, o mulherão que me inspira a me cuidar a cada dia, e sempre mais e melhor... Cláudia Sachs

A Cláudia, pra mim, é sinônimo de auto-cuidado... de respeito para consigo mesma... de amor próprio... Não sei desde quando você a conhece, mas eu me lembro de trombar com ela no mundo virtual há bastante tempo... (uns dois anos mais ou menos né, Cláudia?)... A conheci especificamente no scrapmundo, mas nossa amizade virtual se fortaleceu mesmo no twitter... Não posso exagerar a ponto de comparar Cláudia com o patinho feio... aquele da história... primeiro porque o patinho não era feio, só era cinza enquanto os outros eram brancos... segundo porque nem pato o bicho era... o coitado era cisne e se enfiou no ninho errado... terceiro porque assim como o patinho/cisne da história, a Cláudia nunca foi feia... isso não... mas é bem verdade que ela não transpirava tanta beleza e feminilidade como hoje transpira... E a palavra é transpira mesmo gentchi... é sério... Claudinha, ao suar, exala Chanel puro!!!
É muito gramú, chicura e elegantice numa pessoa só... e o mais inspirador disso não são nem esses atributos que Claudia hoje possui... é justamente o fato de ela não ter sido sempre assim... de ela ter evoluído... de ela ter se tocado, num determinado momento da vida dela, sobre o quanto auto-cuidado faz bem, não só pra si, mas pra quem está em volta...
Não vai dar pra dormir com a Claudia pra tentar pegar essa sua capacidade de se cuidar e de se amar por osmose (a mulher mora longe e não sei se o marido dela ia acreditar nas minhas intenções... rs)... então a foto dela com a palavra "auto-cuidado" foi pro meu caderninho de mulheres fontes de inspiração... Cláudia Sachs é pra mim, sinônimo de auto-cuidado... se você não conhece a Cláudia, deveria conhecer agora!!! ^^

Inspire-se!!!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Aquele com a lista de desejos #1


*
*ESMALTES*

Listinha simples e humilde de esmaltes que quero comprar / ganhar / em troca... Todos clarinhos, porque estou numa fase bem clean da vida kkkkk... brincadeiras a parte... me apaixonei por esses esmaltes discretos, que remetem só àquela idéia de mãos cuidadas, sem muita (ou quase nenhuma) extravagância...
Se alguém tiver algum desses e quiser trocar ou vender, deixa aí um comentário e a gente se fala à respeito!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Aquele com uma despedida doída - parte II

*
E depois de me despedir de todos os times de criação dos quais fiz parte até 02 de fevereiro de 2011, venho rapidinho só pra agradecer aos designers que me deram retorno de forma carinhosa, afetiva e amiga!!! Amei cada recadinho de apoio, compreensão e amor... muuuuuuito amor...

E também quero agradecer aqueles que deram um retorno seco de dar nó na gartanta... e também àqueles que não deram retorno nenhum...

Quero dizer à todos estes que meu carinho e o sentimento demonstrado através do email de despedida que se transformou nesse post, continuam os mesmos!!!

Obrigada de coração ^^ !!!!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Aquele com: Dá pra ler ou tá difícil? - Beber, Jogar, F@#er

*
O livro que escolhi pra ler no bimestre foi "Beber, Jogar F@#er", de Andrew Gottlieb... na verdade eu tinha começado a ler esse livro no início de 2010 e parei na metade... tentei retomar a leitura, mas não consegui retomar as lembranças... eis que recomecei... 




Sinopse de orelha:

"Em "Beber, jogar, f#@er", Bob Sullivan, traído e abandonado por sua mulher, parte em uma jornada em busca da felicidade - e da liberdade. Desiludido, Sullivan nos convida a acompanhá-lo em farras homéricas e algumas confusões com que todo homem sempre sonhou: encher a cara na Irlanda, apostar até as calças em Las Vegas, e dar asas a seus desejos proibidos na Tailândia. A única regra é não ter regras".




Minha opinião sobre:

Beber, Jogar, F@#er é, na minha opinião o tipo de livro que diverte, relaxa e dá uma sensação de bem estar... daí, sobre o que achei da leitura, tenho que ser... meio... do tipo... curta e grossa... EU AMEI!!!

A narrativa é do tipo inteligente, com suaves pitadas de humor, ironia e sarcasmo... além disso o livro é daqueles abarrotados de referências, que de três uma: a) você conhece, daí ri e segue a leitura; b) você não conhece, pesquisa a respeito, entende, daí ri e segue a leitura, ou; c) você não conhece, finge que entende, daí solta um risinho forçado de canto de boca, engana a si mesmo e segue a leitura... se você é do tipo "c", sinceramente, não sei porque perde tempo lendo livros com referências bacanas... mas aí o problema é seu!

Eu simplesmente amo livros assim...

Ao contrário do que "ouvi" por aí, não achei que a obra é uma versão masculina de "Comer, rezar, amar" de Elizabeth Gilbert... apesar de algumas informações levarem a pensar isso... na minha opinião tá mais pra uma super mega ultra sátira da auto-ajuda melodramática da Elizabeth, do que pra uma resposta que talvez seu ex-marido pudesse ter lhe dado após a facada do divórcio inesperado... se é sátira, ou suposta resposta, só o leitor pode saber à partir de suas interpretações... fico com a sátira, até porque, Elizabeth narra sobre si, enquanto Andrew escreveu um romance (personagens fictícios, etc... etc... etc...)... E se Andrew quis remeter à idéia de suposta resposta, fez isso com tanto sarcasmo que me faz continuar com a alternativa "sátira"...

Beber, jogar, f@#er tem um ponto negativo, na minha opinião: o melhor capítulo é o primeiro... isso faz com que você vá perdendo um pouco a empolgação do segundo capítulo pra frente... de fato, a bebedeira na Irlanda remeteu à uma narrativa mais interessante e sem forçar a barra... é lá que ele experimenta todo tipo de bebida alcóolica possível, frequenta um tantão de bares inusitados e faz um monte de companheiros fanfarrões... e ele não será considerado um viciado por isso... não na Irlanda... ahhhh... nos bares de lá,  pra minha total surpresa, não acontece de ele tomar um porre de U2 (choquei!!!)...

Não que a jogatina em Vegas e a aventura sexual na Tailândia tenham sido ruins (na verdade a aventura sexual na Tailândia te faz pensar em tudo menos em sexo... meio fraquinho o terceiro capítulo... ainda assim, seria forçar dizer que é ruim de ler... esqueça a idéia de um capítulo pornográfico e com descrições precisas de práticas sexuais em todas as posições do kama sutra... se é isso que tá procurando... vai ler o kama sutra)... mas nem se compara com a bebedeira na Irlanda... #Fato!

A aventura em Vegas, dá um gostinho de  vida irresponsável quase total e quase plena que a gente de vez em quando tem vontade, mas não dinheiro suficiente, de viver, quando em situações frustrantes da vida... dá pra rir, dá pra relaxar e dá pra conhecer um pouquinho sobre jogos de azar... o que não vai fazer muita diferença na sua vida se você não morar em Vegas ou em suas mediações... mas isso nem faz diferença :P... Bacana nesse capítulo são as menções críticas aos livros de auto-ajudo... #RiChocolateQuenteComCanela...

O livro força um pouquinho a barra no final, mas nada que tenha me feito arrepender da leitura... de verdade... curti mesmo a narrativa do livro! Recomendo fácil!

Se quiser conferir uma opinião contrária à minha, achei essa do blog Palavras Oportunas muito bem fundamentada... concordo com o blogueiro quando ele caracteriza o livro como "extremamente superficial"... de fato é... então se você busca leituras do tipo profundas, que remetem à reflexões quase esquizos, pula fora... BJF de fato não é o livro que você procura... ele não vai mudar sua vida quando você terminar de ler a última página... vai sim, te fazer dar boas risadas e pode até ajudar a levar algumas situações do dia-a-dia numa boa e sem stress... mais nada além disso...

-------------------------------------------------------
Próximo bimestre (março/abril):
O Clube do Filme de  David Gilmour

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Aquela sobre mim e a fotografia III - Foto e história

Em primeiro lugar eu gostaria de agradecer à todas as amigas que sempre ao me mandar alguma mensagem pessoal, enfatizam e insistem me enxergar como uma pessoa capaz de conhecer muito bem à mim mesma... de me auto-analisar e de crescer...

Eu não sei se isso procede, tanto não sei que esse ano escolhi a palavra crisálida pra me guiar justamente por sentir falta de dar atenção para o que eu sou, para o que eu gosto, para os meus sentimentos... mas se é quase unânime entre meu círculo de amizade, deve fazer algum sentido... mas enfim... rs... comecei com esse agradecimento, porque esse post é justamente sobre me conhecer... porém, em relação à fotografia...

No primeiro post contando da minha relação com essa arte (lembrando que pra mim, fotografar só é arte quando une relevância do momento registrado, com qualidade técnica), eu relatei sobre o que me fascina na fotografia... mas aquilo por si só era muito amplo... na verdade, acho que no fundo no fundo, todo mundo curte uma fotografia, quando sua imagem lhe é emocionalmente relevante... o que acontece é que quando algumas pessoas vão se aperfeiçoando tecnicamente na arte de fotografar (seja através de cursos, ou dando de auto-didata mesmo), elas vão ficando mais exigentes não só consigo mesmas enquanto fotógrafos (não me refiro só aos profissionais), mas em relação à qualquer fotografia que vê por aí... É o lance de bater o olho numa foto e a primeira frase que sai da sua boca ser: a) "Ai que carinha mais fofa ela fez nessa foto" ou b) "Que pena que a luz não estava tão boa"...

É a partir daí que você começa a perceber o que realmente te importa numa foto...

Marido chegou ao ponto de soltar frases do tipo "b" quase sempre:

"Nossa que filtro bacana ele usou"
"Esse ângulo ficou perfeito"
"Legal esse enquadramento"
etc... etc... etc...

Eu ainda me mantenho nas frases do tipo "a", e gostaria de permanecer assim:

"Que gracinha ela com a mão no bolso"
"Nossa como eu estava brava nesse momento"
"Olha a carinha de assustado que ele fez"
"Como você conseguiu capturar um sorriso desse??"

Enfim... só pra vocês sentirem, como eu diferencio os interesses que as pessoas têm por uma mesma imagem...

Diante da amplitude do meu interesse por fotografia, quis detalhar as particularidades dela que me fascinam... e comecei então a prestar atenção demoradamente em cada foto que admirava... talvez o que me leve a conseguir me conhecer melhor em relação as coisas que envolvem a minha vida seja o fato de ser curiosa em relação à mim mesma... sendo bem sincera, gente... não acho que seja possível melhorar em algum aspecto... crescer... evoluir, se não houver auto-conhecimento... E é buscando esse auto-conhecimento que eu sou uma perguntadeira constante... mas faço as perguntas a mim própria... porque, buscando a resposta, cresço... evoluo... aprendo... e encontrando a resposta, me conheço...

Sempre que vejo uma fotografia que me fascina, a primeira pergunta que me vem a cabeça é:

- Qual é a história por trás dessa foto? Que história essa foto tem pra contar?

Então me dei conta de que a particularidade que mais me fascina numa foto, é a história que ela conta... não a história sobre como ou quando ela foi tirada... mas a história sobre aquele momento que foi registrado na foto... me dei conta de que pra mim, uma boa foto é aquela que conta uma história... talvez por isso sempre que vou tirar uma foto penso em como será vê-la daqui 10, 20 ou 30 anos... e talvez por isso, as fotos pelas quais mais tenho afeto, são aquelas que contam uma história do meu passado... ou uma história do passado de alguém muito querido pra mim...
De que adianta uma imagem em foto sem história pra contar? Uma foto sem história por trás, não me causa nenhum impacto emocional... por melhores que sejam as expressões registradas... por mais fantástico que seja o momento nela registrado...
Até então, consigo compreender em relação ao meu fascínio por fotografia, que:
- O mais importante pra mim no que tange à fotografia, é a capacidade que esta tem de registrar momentos relevantes;
- Fico mais admirada e fascinada, quando uma fotografia consegue unir o registro de um momento relevante, com qualidades técnicas e considero essa união a verdadeira arte de fotografar;
- Uma boa foto, tem que me contar uma história...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Aquele com as unhas da semana #01 e tchauzinho para o alicate

* 
Unhas da semana #1

Essa semana foi a primeira vez no ano que eu mesma pintei as minhas unhas... a dificuldade de limpar em função de não tirar mais as cutículas permanecem... mas vou tentar aperfeiçoamento com a prática... Antes dessa colorida, eu só havia usado o Café Creme da Impala, mas foi a manicure quem passou...

Há tempos estou de olho em unhas com cor coral... que corzinha mais fofucha, lindinha, cute e discreta... Daí pra essa semana escolhi o eslmalte Coral Chic da Colorama... quis me inspirar na Mahzinha... vi um post no blog dela e achei a cor linda... acontece que eu me confundi... ela usou o esmalte Coral, também da Colorama... mas só fui ver minha desastrice quando da elaboração deste post :P...

Não reparem na limpeza mal feita e desastrosa... um dia quem sabe consigo limpar direitinho...



---------------------------------------------------------------

Dando um tchauzinho para o alicate...

Apesar de um dia ter dito que achava unhas com cutículas (mesmo hidratadas) com aspecto de "não feitas", decidi que durante todo o ano de 2011 eu não tiraria mais as cutículas, dando um tchauzinho por tempo determinado ao alicate e passaria esse período pesquisando na cidade em busca de manicures que conseguem tirar as cutículas inteiras (sem picar) e bem fundinhas...

Há algumas semanas, a Cláudia Sachs me deu dicas para hidratar e tornar as cutículas com aspecto menos grosseiro e desde então estou fazendo o ritual diariamente (exceto a parte da exfoliação, porque quando fiz da primeira vez, ao invés de ter minhas cutículas exfoliadas, tive elas esfoladas... rs... achei melhor não usar exfoliante)

Apesar de não ter tido uma resolutividade plena, achei que de fato a hidratação e o uso do mira-cuticle minimizaram a aparência grosseira das cutículas (como eu disse... minimizaram... na foto acima vocês podem ver que ainda estão horríveis, mas acreditem, estavam mais horríveis do que isso) e por isso vou continuar fazendo o ritual durante todo esse ano de 2011... No final do ano faço um balanço e conforme for, pode ser que eu abra mão de vez de manicures e alicates...

P.S. Estou trantando as cutículas diariamente com: Mira-cuticle Avon (à qualquer hora que estou sentada usando o PC); Bepantol pomada (antes de dormir... também pode ser usado o Bepantol líquido); Cera Nutritiva Granado (após o banho); Sérum de Hidratação Intensiva Avon (isso mesmo, para pés... após usar o mira-cuticle); Avon Nail Experts Creme (após usar o Sérum); Creme hidratante para as mãos frutas vermelhas Natura Todo Dia (sempre que me lembro... passo nas mãos inteiras entre 2 e 10 vezes por dia, depende de quantas vezes eu lembrar... é cheirosinho :P)

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Aquele com o que vi por aí e curti #6

*
Ai... ai... essa semana, vi tantas coisinhas por aí que curti!! Sempe gostei de imagens bonitas... inspiradoras... com harmonia de cores... Percebo que de uns tempos pra cá, imagens assim me trazem inspiração... calma... leveza... motivação... É bom ver coisas bonitas por aí... dá uma tremenda sensação de bem estar!

1- Ultimamente ando apaixonada por esmaltes coral... ainda não usei nenhum, mas qualquer coralzinho cute será a próxima cor de esmalte que vou passar, com certeza... Amei o "Forró" da Ana Hickmann... vou ver se acho por aqui!

2- Passo a passo de um cartão artesanal de scrapbook... parece bem fácil de fazer e achei bem chiquetoso o resultado!

3- Idéia super original para presentear professores no final do ano... uma forma bem criativa de agradecer por todo o carinho dispensado aos filhos alheios hehehe... Super amei a originalidade!

4- Óiiiinnnn... é muito amor!!!! Pingentinho em formato Polaroid... fofo pra lá de metro!! (Lembrei das amigas Carol Avon e Lisiane Mellegari);

5- Imaginei uma dessas geladeiras retrô na minha 'humirde' casinha... aí imaginei a minha cozinha inteira em estilo retrô... Coisa fofa!!!!

6- Super prático e lindo esse look usado pela atriz Camila Pitanga na novela Insensato Coração... Ela tem belos ombros! 

7- Sabe o que eu mais gosto nas fotos da Ali Edwards? Ela consegue fotografar o que lhe é relevante (sua família) em composições simples, caseiras, muito provavelmente reais (ao menos é o que parece... a idéia que nos passa é de que ela não cria o cenário em volta do objeto principal... ela aproveita o cenário como ele é de fato)... Certamente se eu tentasse fazer isso, as pessoas olhariam minha foto e pensariam: "quanta badulaqueira de pobre"... mas com ela não... ela consegue tirar uma foto que mostra uma régua de metal pendurada num puxador de gaveta + um monte de badulaques de scrapbook espalhado + uma menininha expressiva com roupinha básica e mãozinha no bolso e isso ficar espetacular... babei!!!

8- Corujas, corujinhas, corujonas... achei tão fofinhos os objetos envolvendo corujas!!! ^^

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Aquele com um ano de satisfação profissional...

*
Dentre outras coisas, me apaixonei mega pelo Projeto 365, por ele me possibilitar saber datas importantes na minha vida... eu jamais saberia a data exata que comecei a exercer minha profissão na política de habitação se não fosse por esse projeto... Através da foto do dia 42, de 11 de fevereiro de 2010, relatei a alegria de ter uma boa oportunidade de exercer minha profissão...
E hoje comemoro meu primeiro ano como assistente social da política de habitação... há um ano mudei o foco das minhas ações, conheci projetos no setor público que realmente valem a pena... conheci pessoas maravilhosas que hoje são muito importantes na minha vida... o Demilton, a Marcela, a Ju, a Da. Elisa, a Fabiana... e claro que também conheci pessoas que me tiraram do sério... mesmo assim, também tem sua parcela de importância na minha vida!!
Aproveito pra agradecer à assistente social Márcia Gerônimo e ao amigo Carlinhos por terem sido os principais responsáveis por essa oportunidade...


Coisa boa a gente compartilha...

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Aquele sobre mim e a fotografia - parte II

*
Post curtinho... só pra agradecer os comentários em "Aquele sobre mim e a fotografia"... Agradecimento super hiper mega especial pra minha amiga Aline Charpinel que contribuiu com várias dicas por email... me mandou links de sites, blogs e conteúdos super úteis e também ao fotógrafo Paulo Pampolin pelas dicas sobre o curso do SENAC que pretendia fazer esse ano, mas tive que adiar por questões financeiras... mas pro ano que vem tá firme feito rocha!

Sei que, assim como eu, várias pessoas (principalmente mamães) se interessam pela arte da fotografia pensando em registrar bons momentos familiares e não em se tornar um profissional no ramo... então vou compartilhar aqui os links que a Aline me mandou... todos em português!

Prefiro não dar minha opinião sobre os conteúdos teóricos pois ela seria meramente pessoal... o ideal seria a avaliação de um fotógrafo profissional... vou ver se consigo alguém que se habilite! :D
P.S. Se você que está lendo for fotógrafo profissional e quiser contribuir com uma avaliação, ficarei muito grata... meu email é rannecassia@hotmail.com !

Já quanto aos blogs/sites dos fotógrafos que a Aline indicou eu amei!... No mínimo servem como perfeitas fontes de inspiração! Segue...

Curso de fotografia digital on line:

Artigos, dicas e divulgações:
Fotografia DG - A fotógrafa Lisiane Mellegari também indicou esse site... então acho que super vale a pena conferir... afinal, já são duas indicações... de uma recente aprendiz de fotografia e de uma já experiente fotógrafa profissional)

Escola:

Fotógrafos:

Quem quiser indicar outros links, fiquem a vontade... à medida em que eu for recebendo dicas através dos comentários do blog, por email, no mundo real ou em qualquer rede social, vou divulgando aqui pra vocês!

Beijocas

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Aquele na crisálida - ações para o emagrecimento

No dia 08/02/11, no post "Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações - parte II" escrevi sobre o método que decidi tentar usar visando emagrecer gradativamente e de forma saudável 12 kilos até fevereiro de 2012.... Já conformada com o fato de que só é possível ter um bom peso com saúde através da mudança de hábitos, decidi que tentaria isso de forma gradativa... respeitando os meus limites... Hoje trago as duas últimas etapas visando atingir essa meta...

4- Listar itens que correspondem à uma mudança relevante de hábitos visando o emagrecimento:

Então tá... se tem que mudar de hábitos, tem que mudar e pronto... mas falando assim fica meio amplo não?
O que é preciso fazer EXATAMENTE?
O que caracteriza o "mudar de hábitos" pensando em emagrecimento? Porque, né? Se eu mudar o  meu horário de acordar nos fins de semana (acordo tarde aos sábados e domingos... por volta de 10 horas da manhã), vou estar mudando um hábito meu, mas não vou emagrecer com isso (bem... depois descobri que a coisa meio que ajuda também)... então precisava saber o que de fato promovia o "emagrecer de forma gradativa e saudável"... Pesquisei net adentro e pedi algumas opiniões pra uma nutri que trabalha na rede pública aqui da minha cidade... Reuni todas as informações que obtive, peneirei considerando minhas limitações, minha condição financeira e meus horários...selecionei as ações que estou disposta a seguir para mudar de hábitos visando emagrecer... o resultado: uma lista gigaaaaaaaante e muito muito destrinchadinha... as ações curtas e grossas em si nem são muitas... pra galera da turma do "sou a rainha da força de vontade" a lista seria até pequena... mas minha tribo é outra, então um item virou cinco...  pois é...  como eu disse... pretendo mesmo respeitar os meus limites...

Depois que vi que a lista ficou imensa, pensei que se aderisse só a um item de cada vez, levaria uns cinco anos pra emagrecer kkkk... daí achei melhor escolher pelo menos um 5 pra aderir simultaneamente... e qndo me adaptasse aos 5, passaria pra outros 5+1... não sei se vai dar certo, mas nada aqui é algo fechado e inflexível... é tudo experimentação!

Pra esse post não ficar gigantesco (e pipous... ficaria mesmo enorme! :P)... coloquei a lista de ações que pretendo adotar no meu dia-a-dia gradativamente numa página separada do blog... Vocês podem ver ela aqui em "Mudança de Hábitos".

5- Aderir aos itens da lista de mudança de hábitos gradativamente até concluir 100% da mesma com adaptação total
A intenção pra hoje era relatar sobre pelo menos 3 itens da lista que já aderi com adaptação total... ou seja... já fazem parte do meu cotidiano... mas daí que o sono tá lascado (escrevi esse post na madrugada de 08/02 pra 09/02)... e não quero fazer isso de qualquer jeito... quero falar sobre como foi no início, no processo de adaptação, e como me sinto tendo incluído esses intens no meu dia-a-dia... não vai dar pra rolar mesmo aqui...

Mas não demora muito eu volto pra contar

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações - parte II

No dia 07/02/11, no post  "Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações", escrevi sobre meu rápido aumento de peso de 2008 pra 2009, e sobre as tentativas frustradas (e a atual que não é nada saudável) de emagrecimento... Contei que decidi emagrecer de forma saudável e listei motivo, objetivos e metas pra isso... hoje venho falar sobre o mais difícil... o método de emagrecimento... então, sigamos com o meu terceiro passo visando pesar 53 kilos até fevereiro de 2012...

Passo 3 - Método de emagrecimento

Como eu quero / posso / consigo emagrecer?
A primeira coisa que fiz pra conseguir estabelecer um método de emagrecimento foi listar todas as minhas limitações que poderiam atrapalhar esse processo... assim ficaria mais fácil eliminar métodos mais suscetíceis à fracasso... dessa vez estou disposta a não desistir, pra isso é importante não deixar brechas... sim, é mais fácil e mais cômodo do que ter força de vontade e arregaçar as mangas em busca do que se quer... mas não tenho vergonha nenhuma em admitir que pra muitas coisas eu sou fraca e aqui estamos falando de uma delas... resistir a um big tasty é pra mim tão torturante quanto fazer uma faxina geral em casa... não queria ignorar isso! Eliminei da minha lista tudo o que poderia gerar um sofrimento muito grande e consequentemente contribuir para que eu desistisse:

- Rígida restrição alimentar - aquele lance de NÃO PODER DE JEITO NENHUM comer um big tasty, tomar um copinho de chop, ou algo do gênero;

- Dietas relâmpagos - eliminei essa possibilidade de cara, visto que pretendia emagrecer gradativamente;

- Dietas saudáveis estabelecidas por nutricionistas - duvido que os nutricionistas tem em suas geladeiras aquela tabela idiota pra lhes impor sobre o que comer, a que horas, com que frequencia e etc... não tô a fim de seguir listinhas

- Atitudes drásticas - não tenho disciplina, então reeducação alimentar da noite pro dia e inclusão de uma caminhada diária de 40 minutos estavam completamente fora de cogitação pra mim... imagina... ontem eu não fazia compra de varejão constantemente... daí a partir de amanhã passo a fazer isso pelo menos três vezes por semana... ontem eu comia quando tinha fome, a partir de amanhã vou comer rigorosamente de 3 em 3 horas... ontem eu não andava a pé nem da minha casa até o ponto de ônibus e daí amanhã começo do nada uma caminhada desgracenta de 40 minutos??? OI???

Decidindo o que eu não queria e não estava disposta a fazer pra emagrecer, pesquisei mais um pouco sobre formas de emagrecimento gradativos, saudáveis e com fácil manutenção após a perda dos kilos estabelecida e daí CHORE MUGEGADA... CHORE ATÉ AS LÁGRIMAS SECAREM!!!!... Só existe uma maneira de emagrecer assim e se chama MUDANÇA DE HÁBITOS... inclua nesse termo duas coisas chatas e causadoras de sofrimento pra quem não curte disso: a) reeducação alimentar e b) atividades físicas diárias...

Fiquei um tempão martelando com os meus botões o quanto isso era injusto... eu teria mesmo que comer de 3 em 3 horas??? Teria mesmo que beber 2 litros de água por dia??? fazer 40 minutos de caminhada diariamente??? reduzir o consumo de carne vermelha???

NÃO, DEUS... isso eu não posso, não quero, não consigo!!!!

Mas então se é isso o que tinha que fazer, resolvi encarar, só que ao invés de mudar tudo da noite pro dia, resolvi que a forma como eu quero, posso e consigo emagrecer é através de uma mudança GRADATIVA de hábitos... Se eu não sou capaz de mudar de uma hora pra outra, sou capaz de listar ações que implicam numa mudança de hábito, e aderir à cada item da lista de forma gradativa... começando um item de cada vez e só adicionando o próximo da lista quando já estivesse habituada com o primeiro... não é possível né, Ranne Maria, que item a item você não consegue mudar de hábitos?!?!

Pois é... não sei se consigo, mas é assim que vou tentar e obviamente, não significa que vou conseguir... mas estou mesmo, desse meu jeitinho, disposta a tentar... Comecei em 1º de fevereiro de 2011... mas esse post também viraria um testamento se eu colocasse aqui as duas últimas etapas que segui (no caso da quarta) e venho seguindo (no caso da quinta) para o meu emagrecimento... melhor uma outra subdivisão e então volto com o post "Aquele na crisálida - ações para o emagrecimento" e conto como venho, desde 01/02/11, mudando, gradativamente de hábitos.


Nota: Desde novembro até eu começar a agir em função de mudar de hábitos (em 01/02/2011) eu havia emagrecido 5 kilos, mas apesar de ter sido gradativa essa perda (menos de 2 kg por mês), o método não foi saudável... eu ainda tomava 30mg de sibutramina por dia e fazia só três refeições diárias.


Aquele com o "cuadô" e a "carcinha"...

* 
Como diz uma amiga... dois posts no mesmo dia é coisa atípica... mas é que a coisa aconteceu hoje... na verdade ontem porque já são duas e lá vai tantas da madrugada... enfim... aconteceu no dia 07/02 pela manhã, lá no trabalho... daí eu vim compartilhar porque eu não sou egoísta...  a coisa é bem rapidinha... juro... mais até que aquela no elevador quando se começa no primeiro andar e um FDP aperta o botão no terceiro... 

Mineiro que é mineiro guarda "cuadô" de café na geladeira e eu não vou teorizar sobre isso... sei lá porque nóis guarda na geladeira, uai! Nossas vó rocêra fazia assim... nossas mãe fez assim, daí nóis faiz assim tamém!

Eis que chegamos nós, a turma das 07:00 no local de trabalho e a primeira coisa a fazer é... café.... claro!.. Daí um/uma colega foi pegar o "cuadô" na geladeira e quando olha, percebe que o treco tá sujo... tava lá estendido na geladeira um "cuadô" de café todo "cuado" e se isso aconteceu numa segunda de manhã, significa que o treco cuado e sujo tava lá desde sexta-feira a tarde... UÓ...

Quando ele/ela me mostrou eu até comecei a botar pra fora a minha opinião sobre a coisa... mas mudei de idéia e me calei... mas como pensamento a gente não impede, não bloqueia e não contém, eis que pensei:

"Se guarda o 'cuadô' cuado na geladeira, como será a 'carcinha' do ser que fez uma porquice dessa?"

E é inevitável cair sempre a culpa no porco... coitado!



Mas sabem o "mió" dessa história...

Eu num bebo café!!!!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações

* 
Desde meados de 2009 comecei a me sentir muito pesada... e à princípio não tinha muito a ver com estética, pois apesar de estar acima do peso, eu não me vi com aquela aparência de gorda que serve como ponto de referência... eu comecei a me sentir pesada mesmo... notei que algumas atividades estavam mais penosas: subir escadas, me levantar da posição "cócoras", correr ou andar mais depressa, dentre outras coisas...
No final desse mesmo ano percebi que tinha engordado ainda mais... até então, a última vez que havia me pesado foi em meados de 2008, quando a balança marcou 53 kilos... depois disso não me pesei mais, até porque nunca fui de ficar subindo em balança constantemente... 
Acontece que ao notar que esteticamente eu estava "gordinha" e a consequência disso ser uma total insatisfação, me pesei em novembro/dezembro de 2009 e o resultado me foi tão assustador que eu quase tive um treco alí em cima da balança...

65 kilos...

Foi isso o que a balança mostrou me fazendo engolir um monte de sentimentos horríveis... como eu poderia ter engordado 12 kilos em um ano e meio... e ainda tomando sibutramina?? (Eu tomo sibutramina desde o final de 2006... faço intervalos de 6 meses desde então)... O que leva uma pessoa a engordar tanto assim num período tão curto? A resposta sinceramente não encontrei... não me lembro de mudanças significativas de hátitos alimentares, exceto pelos lanches do Mc Donalds que se tornaram um vício... mas não creio que só isso tenha causado tanto estrago, acho que foi um conjunto de fatores associados que me passou despercebido, e o resultado foi esse... 12 kilos a mais...

Decidi então... em dezembro de 2009, que começaria uma dieta pra emagrecer pelo menos 8 kilos... assim, já me sentiria menos pesada e esteticamente mais satisfeita... mas não consegui manter e desisti em meados de 2010... o que mais me desanimou foi a relação "Sacrifício X Resultado" ... eu tinha a impressão de que o esforço que estava fazendo era grande demais e em contrapartida, emagreci quase nada em cinco meses de dieta... pouco mais de 1 kilo... Não achei que isso fosse justo... eu estava abrindo mão de um monte de coisas que gostava de comer... diminuí a cervejinha das horas de lazer e,... caramba!... só emagreci pouco mais de 1 kilo??? Injusto demais...

Em função disso, decidi em novembro de 2010 que recomeçaria uma tentativa de emagrecer... me pesei e estava com aqueles mesmos 65 kilos de mais de um ano atrás... Sabendo que eu não daria conta de dietas invernei pesado na sibutramina... 30mg diárias sem falhas e além disso, passei a fazer só 1 refeição de sal por dia e 2 ceias... tomava uma caneca de leite de manhã, comia uma fruta na hora do almoço e depois disso, só jantava (e cedo... tipo 19 horas... após a janta mais nada além de água).
No primeiro dia de janeiro escolhi CRISÁLIDA como minha palavra do ano e recentemente me dei conta de que agir dessa forma em busca de emagrecer ia totalmente contra a idéia da influência dessa palavra na minha vida... resolvi então que era hora de estabelecer algo saudável pra mim,... que me levasse à emagrecer, mas do jeito certo.... não com dietas que eu não conseguiria seguir... não me tornando dependente de um inibidor de apetite... não comprometendo a minha saúde... assim não!!

Passei a pensar firmemente numa mudança de hábitos... mas como isso ia contra as minhas limitações, eu sabia que corria o risco de desistir de novo... achei melhor, então, fazer um planejamento e a partir daí pesquisar sobre emagrecimento gradativo e saudável...
Eu já me conheço... sei das minhas limitações e foi justamente pensando nessas limitações,que me dei conta de que se eu não as respeitasse, jamais emagreceria... jamais conseguiria alcançar objetivo nenhum... porque lutar contra os outros é fácil... mas lutar contra si mesma... aí é que o bicho pega!

Tem gente que simplesmente decide emagrecer e pronto... busca informações sobre como conseguir isso, bota em prática e PÁ... tá magra... eu não sou dessas... eu realmente encaro algumas coisas como sacrifício e aí fica tudo penoso demais... o que me faz desistir... dessa vez eu queria fazer de forma que não me sentisse desmotivada a ponto de desistir!

Então comecei a agir com cautela, calma, paciência e respeito às minhas limitações... pensando nisso, a primeira coisa que fiz foi compreender a minha insatisfação e aí dei o primeiro passo:

1- Compreender minha insatisfação com meu peso - respondendo algumas perguntinhas:

Porque eu quero emagrecer?
Pensei muito sobre isso, porque não queria de forma alguma cair na tal beleza imposta e na insatisfação construída pela mídia... como em 2010 eu visitei muitos blogs de moda e beleza, tive receio de estar influenciada por isso...
Me dei conta de que não... não era influência da mídia porque afinal de contas eu nunca quis ser magrela... pesar 40 kilos nunca passou pela minha cabeça e como sou doadora de sangue, faço questão de estar acima de 50 sempre!
Eu decidi emagrecer por dois motivos: a) me sentir pesada e ter dificuldades em exercer algumas atividades simples do cotidiano e b) não estar me sentindo bem esteticamente... as roupas que gosto de usar já não estão mais adequadas à minha silhueta e isso me deixa insatisfeita.
Pronto... eu já tenho os meus motivos... que são de fato meus e bem particulares... em nada tem a ver com o que estabelecem enquanto padrão por aí...

Para quê eu quero emagrecer?
Sabendo o por que, ficou fácil estabelecer objetivos para emagrecer...
Eu decidi emagrecer pra conseguir desempenhar facilmente atividades simples do cotidiano e pra poder usar roupas que gosto e que me fazem sentir bem... São esses, portanto, os meus objetivos em relação ao emagrecimento!

Depois de compreender minha insatisfação estipulei algumas metas... também usando questionamentos e passei pro segundo passo:

2- Metas para o emagrecimento

Quanto eu quero emagrecer?
Me lembro que com 53 quilos eu não me sentia pesada e usava fácil os tipos de roupas que gostava... Decidi então que queria emagrecer 12 kilos!

Em quanto tempo quero emagrecer?
Se sou uma pessoa limitada, queria algo que não envolvesse um esforço absurto e causador de sofrimento... de que adiantaria pesar 53 kilos em dois meses estando chateada? Eu aguentaria muito tempo sofrendo privações? Já sabia as respostas pra essas perguntas... então estabeleci um período de tempo maior... afinal de contas, de nada adiantaia perder peso em pouco tempo com sofrimento, se com certeza eu voltaria aos meus maus hábitos de antes de alcançar a perda de 12 kilos... 
Lí um pouco sobre reeducação alimentar, atividades físicas e li mais ainda relatos de pessoas que emagreceram e conseguem ainda manter um bom peso... percebi que é quase unanimidade nesses casos, o emagrecimento de no máximo 1 kilos por mês... joguei aí uma margem considerando minha limitação e decidi então que queria emagrecer 12 kilos em 15 meses... devendo pesar 53 kilos até o final de fevereiro de 2012.

Eu já sabia os motivos que me levaram a decidir emagrecer... já havia estabelecido objetivos e metas, me faltava só descobrir como seria possível alcança-los e aí parti pro terceiro passo que foi  decidir o método...  mas vou deixar pra contar sobre o ele numa postagem específica... do contrário isso aqui vai ficar gigante e se quase ninguém me lê quando escrevo pouco, imaginem se eu registrar um testamento aqui?! rs... 
Volto com o post "Aquele na crisálida - emagrecimento x limitações - parte II e aí conto o caminho que decidi seguir pra emagrecer...

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Aquele sobre entre mortos e feridos...

*
... salvou-se eu... (táaaaaaaa, gentchi... eu sei que a conjugação não tá certa, mas dá pra entender e a conjugação certa, não conjugaria do jeito que eu queria que ficasse entendido... entenderam?)

Então que vim aqui dar um retorno desta postagem... Aconteceu que, após a posse no dia 03 de fevereiro, quando levei o documento pra secretaria pra onde fui lotada, uma das diretoras não quis (ou não pôde) me receber no dia pra oficializar minha posse de forma que eu pudesse começar a exercer meu cargo no dia seguinte e solicitou minha presença lá, no dia 04/02, às 09 horas... enquanto que através de recado, autorizou a outra empossada que estava junto comigo, à ir pra uma determinada instituição no dia seguinte e começar a trabalhar...
Como o décimo colocado não tomou posse e perdeu o prazo, de cara imaginei que a diretora não me cederia mais pra COHAGRA, onde trabalhei no ano de 2010 e me encontrei enquanto profissional... onde fiz vínculos bons, fui respeitada enquanto assistente social e onde pela primeira vez em quase seis anos de profissão, houve uma relação de reciprocidade entre mim e o meu local de trabalho... de cara, me veio a cabeça, ser obrigada a encarar um CRAS, ou qualquer outro projeto da Secretaria de Desenvolvimento Social...
Daí que fui pra tal reunião e a diretora só queria me dar as boas vindas!!!

Então é isso...continuo na COHAGRA...

Valeu, Deus!!!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Aquele com o que vi por aí e curti #5

*
1- Na verdade isso eu vi ano passado, mas como no meu blog não tinha essa seção, eu não compartilhei aqui com vocês... O Projeto 365 Days in Color é bem bacana pra quem participa do Projeto 365  (fotográfico), mas eu não estou indicando a loja, à título de propaganda, até porque achei tudo muito caro... quero compartilhar com vocês o blog em si... que é bem inspirador... tem posts interessantes, páginas lindas, relatos, etc... dá pra fazer seu próprio projeto, com materiais à preços de mercado à partir das idéias maravilhosas das meninas acho que vale a pena visitar e linkar o blog como fonte de inspiração para composição dos seus álbuns do Projeto 365 :D

2- Imagino que assim como eu, várias scrappers usam papéis de scrapbook pra criar várias coisas, além do próprio scrapbook... mas vocês alguma vez pensaram em fazer isso???

3- Esse post da Happy Batatinha bem é um convite à reflexão né?!

4- Que vestidinho personalizado mais fofo do mundo é esse??? Aliás... desde quando personalizam vestidinhos de criança??? :P


6- Dia de São Valentim chegando e eu super amei essa idéia de presente ao estilo "faça você mesma"!!!

7- Ahhh como eu queria ser a mais perfeita das anfitriãs... sabe daquelas que dão almoços... jantares... happy hours e etc.??? Acho um must... mas infelizmente não sou dessas, não sei nem fazer sala pra visitinhas simples... quanto menos organizar encontrinhos bem-feitos e agradáveis... mas ahhhhh sse eu fosse dessas, esses porta guardanapos super estilosos estariam já na minha lista de desejos!!!! O que são esses mimos, gentchi? #Amay !!!!

8- Esse é para mães de merda e mães "perfeitas" (ahan, Cláudia... senta lá! - by Xuxa)... o post "Mãe não é instinto (ou: prazer, sou mãe de merda)" da assistente social, petista, funcionária pública, esposa, militante, linda, louca e além de tudo isso, mãe do Miguel (aquele neguinho fofo) Marília Sampaio, está no mínimo reflexivo... vale a pena ler pra pelo menos TENTAR quebrar o mito da maternagem natural, do instinto materno e da ilusão de que abrir mão da sua vida social pra se dedicar exclusivamente e 24 horas à um filho, não é sinônimo de maternidade perfeita... Sinceramente... acho que se você é mãe (ou pai, ou pãe ou mai), vai gostar muito de ler...

9- Pessooooooas... principalmente mamães de merda (inspired in Marília Sampaio - sim, a mesma citada acima)... aquelas que trabalham fora, estudam, fazem mestrado, assistem todos os jornais locais, nacionais e internacionais possíveis, cuidam da casa, ficam lindas pros maridos/namorados/amantes/tico-ticos no fubá e etc and tal... olhem que linda e prática essa idéia de ajudar os filhotes a organizarem suas vidinhas em casa, enquanto estão fazendo comprinhas no shopping, trabalhando ou no estádio torcendo pro time do coração!!! Amei mor... decoração e praticidade juntas é o que há!!! Juuuuro que assim que possível vou tentar um cantinho desse aqui em casa!!!! :D

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Aquele sobre mim e a fotografia..

*

A paixão pela fotografia invadiu meu coração de vez, fazendo com que eu movesse mundos e fundos em busca de uma câmera digital nova e um pouquinho melhor do que a que eu tinha até o início de 2009, por causa do scrapbook digital (e só consegui à cam nova graças à uma grande amiga, que prefiro não revelar o nome para preservá-la, pois ela mesma não gosta de espalhar por aí que de vez em quando quebra certos galhos praZamiga... mas quando ela ler vai saber que o agradecimento é pra ela)...  mas admiradora de fotografia eu sempre fui... desde muito nova, sempre gostei de ver álbuns de fotos... principalmente de família... minhas fotos favoritas era... (na verdade, ainda são) as da minha mãe quando era mais nova... afff que minha mãe era mais linda ainda do que é hoje... tinha um sorriso tão delicioso e contagiante, que ficar olhando pra ela sorrindo na foto faz parecer que todo o sofrimento pelo qual ela já passou na vida não foi nada mais do que um sonho ruim... apesar de ter sido tudo real... E mesmo essas fotos sendo bem velhinhas e serem todas marcadas pelo tempo... elas significam muito pra mim! Essa, abaixo é a foto da minha mãe que eu mais gosto... Ela tinha entre 20 e 22 anos de idade... Adoro esse sorrisão dela... e não sei porque (ahan), mas me enxergo quando olho essa imagem... (obs. não faço idéia de porque minha mãe cortou a foto, mas tenho um palpite: meu pai estava ao seu lado :P)


Amo também as fotos em que estamos eu e meu irmão juntos... a maioria delas (se não todas), é de uma única fase... quando eu tinha aproximadamente um aninho e ele aproximadamente cinco anos... crescemos separados até os meus nove anos de vida, por isso, talvez, era tão bom (e ainda é) ver essas fotos de nós dois juntos... Minha favorita é essa abaixo... nem sei dizer porque, mas gosto muito mesmo dela... foi tirada em frente à casa que morei em São Paulo... não sei se nessa época ele ainda morava com a gente ou se estava só passando férias... sei que ele veio morar com meus avós em Uberaba, quando eu ainda era muito nova, e eu fiquei lá em São Paulo até meus nove anos...


Só no ano passado comecei a me interessar pela fotografia enquanto técnica... isso começou quando passei a prestar atenção em algumas fotos com o fundo desfocado e aí fiquei louca pra fazer igual... a Aninha Amorim me ensinou, eu aprendi e acho que depois disso, por um certo tempo e até o início deste ano de 2011, a fotografia enquanto técnica não me atraiu mais... como eu disse... até o começo desse ano, quando marido resolveu que queria brincar de fotografar e comprou uma câmera pra ele... passamos então a conversar sobre fotografia... ele contava os interesses dele... eu contava os meus e blablabla vai... blablabla vem... me rendi ao interesse por técnicas de fotografia também... porém, como eu sou apaixonada mesmo é pela fotografia enquanto momento registrado... a vontade de aprofundar mais sobre a fotografia enquanto técnica me veio, pensando em conseguir tirar fotografias enquanto arte...

Mas que lance louco é esse, Ranne, de fotografia enquanto arte, fotografia enquanto momento registrado e fotografia enquanto técnica????

Então... sei que isso não faz o menor sentido, que não são características a serem atribuídas quando se trata de fotografia... mas foi o jeito que eu achei de diferenciar os "Qs" na foto... Enquanto conversávamos, marido e eu, percebi que temos valores diferentes numa foto e foi aí que essas classificações nonsenses surgiram na minha cabecinha louca... mas então tá... sobre nossos valores quando o assunto é fotografia:

Ele se liga em técnica... naquela coisa de a foto estar "limpinha"... sem nenhuma granulação, não embaçada, com a luz perfeita e etc... etc... etc... Em consequência disso, suas fotos favoritas são, na maioria das vezes, de paisagens... envolvem flores, folhas, frutos, gotículas minúsculas (quase microscópicas) de orvalho, insetos multicoloridos... pequenos objetos coloridos... composições interessantes de ambientes... e coisas do gênero... Marido tem zica quando vê uma foto com granulação, embaçada, com má iluminação, etc... mesmo se for o próprio filho dele, o personagem na foto... se tiver defeito técnico ele não gosta e pronto... prefere a imagem limpinha, criativa e fiel de uma florzinha... do que uma imagem granulada ou embaçada do filho com o sorriso mais lindo do mundo!!! Essa foto, à seguir, foi tirada por ele, com a Canon A2000 IS (pois é... compacta e bem limitada),  que ele comprou recentemente... tá adorando o brinquedinho... pena que goste de brincar com flores, folhas, insetinhos e prendedores coloridos de roupas :P ...



Eu gosto mesmo é do momento vivido... aquele que não volta... e em consequência disso, minhas fotos favoritas são aquelas de criança chutando bola na grama, de vovós assoprando velas de 110 anos, de mamães amamentando seus rebentos, de noivas sádicas arremessando seus buquês causadores de discórdia e melhor ainda... das neuróticas em busca desse objeto de desejo cada vez mais raro no mercado... eu gosto do abraço inusitado, da cara horrorosa de choro compulsivo do formando... e se em qualquer um desses casos a foto estiver meio borrada, um cadinho embaçada, com uma granulaçãozinha básica, ou qualquer defeitinho técnico possível de existir, isso não me importa... porque eu gosto mesmo é do momento vivido... aquele que não volta... e que só será possível reviver visualmente, inclusive com detalhes preciosos... através de uma fotografia, ou de um vídeo... porque aquele momento... aquela criança jogando aquela bola naquela grama já foi... não vai ser de novo porque aquela criança cresceu... aquela grama se renovou e aquela bola se já não estiver murcha muito provavelmente já terá sido reciclada... Amo essa foto que tirei do Maurinho em julho do ano passado... mesmo ela não tendo quase nada no que tange à qualidade técnica... não ligo pra isso... porque daqui há alguns anos, o que vai ser importante mesmo, é esse momento registrado... da criança... da grama... da bola...



Li uma entrevista feita pela fotógrafa Lisiane Mellegari, em seu blog, com a também fotógrafa Carol Avon (se você gosta de fotografia, sugiro conferir essa seção de entrevistas no blog da Lisiane... tá bastante versátil e você pode conhecer vários estilos)... e achei que uma das falas da Carol na entrevista conseguiu traduzir perfeitamente o que tentei dizer acima:

"[...] pra mim, a fotografia tem que mostrar emoção, não somente técnica. Vejo muitos profissionais se perderem em meio a técnicas e acabam deixando o mais importante de lado, que é a emoção."

                                                                                                                                    ---- Carol Avon----


*\O/* ARRASOOOOOOOOOU CAROL!!!!! *\O/*

Por isso essa minha "categorização" independente e sem sentido da fotografia... à partir do interesse do marido, que fez voltar a tona o meu interesse, comecei a passear por um monte de blogs de fotógrafos profissionais, amadores, iniciantes, caseiros e até de não fotógrafos, amantes de fotografia... nos muitos blogs que encontrei por aí, percebi que algumas pessoas fotografam pensando só na técnica, outros fotografam pensando só no momento registrado e então pensei que se eu começasse a me esforçar pra aprender técnicas bacanas, quem sabe, poderia melhorar, mesmo que só um pouquinho, minhas fotos de momentos vividos...

Percebi nas minhas andanças virtuais, que infelizmente, são poucos os fotógrafos que conseguem essa maravilha... e é essa maravilha: a capacidade de unir técnica com momentos realmente importantes na vida de uma pessoa (porque vão me desculpar os amantes da joaninha em cima da folha verde com a gotinha de orvalho do lado, mas aquela joaninha alí, baby, se é importante de fato, pra alguém, só se for pra algum inseto predador comedor de joaninhas... e tenho certeza de que pra esse, com foto ou sem foto, aquela joaninha será o prato principal de uma das suas refeições), que eu chamo de a VERDADEIRA ARTE DE FOTOGRAFAR... isso que, pra mim, é a fotografia enquanto arte e é isso que eu quero tentar aprender...

Então... se como me mostraram alguns poucos fotógrafos/as (além da Carol, posso citar Daniel Nobre, autor do blog Cravo e Canela como um desses raros marotos), é possível unir uma boa técnica à um bom momento, eu quero aprender, e por isso, começaria no dia 13/02, um curso básico (basicãaaaaaaaao mesmo) de fotografia no SENAC daqui de Uberaba... o curso oferece somente aquilo que é preciso pra começar... mas afinal de contas, estou eu começando, não é mesmo? E tem também o fato de que não quero ser fotógrafa profissional, quero mesmo é melhorar minhas fotos domésticas, então acho que pra mim, já estaria valendo esse curso básico mesmo... Depois de uma avaliação do curso, feita gentilmente pelo fotógrafo Paulo Pampolim, decidi fazer o curso... ou melhor... decidimos... porque marido faria o curso comigo e eu tava achando isso lindo porque teria mais motivação tendo alguém com quem praticar a fotografia... com quem conversar sobre o assunto, etc... mesmo que cada um tenha um interesse... mesmo com valores diferentes... mesmo assim...

Acontece porém que eu tive alguns problemas financeiros no mês de janeiro... nada grave à ponto de eu ter que assaltar um banco rs... mas problemas que não me permitem gastar com nada mais além das necessidades domésticas por pelo menos três meses... até o início de maio, mais ou menos, estarei meio restrita financeiramente e tive que abrir mão do curso esse ano... mas a boa notícia é que todo ínicio de ano o SENAC abre esse curso... então marido e eu já estamos nos programando pra fazer ano que vem!!! E nem estou sofrendo com o adiamento pois se tem uma coisa que os acontecimentos de 2010 me ensinaram foi que, no fim das contas, ter paciência sempre vale a pena e é sempre a melhor escolha!

Nesses 12 meses que terei que aguardar pra poder fazer o curso, pretendo ir fuçando nos blogs sobre fotografia... lendo a respeito da arte e me virando pra aprender algumas técnicas dessa forma... sei que esse método de estudo e aprendizado não vai me dar um título de fotógrafa profissional e nem me habilitar a ser uma... mas como eu disse acima... não estou interessada em usar a fotografia como profissão, mas sim como hobby, o que na verdade já faço... e creio que aprender mais a respeito, independente do método utilizado, seja uma forma de melhorar ainda mais minhas fotos e valorizar esse meu hobby... acho que não tem nada melhor do que aprender algo com prazer e exercer isso de forma livre e sem compromisso com ninguém além de mim mesma!

Se alguém quiser indicar bons blogs, sites, artigos ou qualquer material à respeito, eu ficarei muito grata com a ajuda!!! ^^