sábado, 22 de janeiro de 2011

Aquele com dois agradecimentos especiais...

*
Se tem uma coisa que me faz muito bem e não me é nem um pouco difícil fazer é A.GRA.DE.CER... adoro agradecer pessoas, de verdade e sem pieguice... Tenho a absoluta certeza de que quando alguém me apóia, me dá forças, me orienta, me consola, ou algo parecido, faz isso por total carinho, amor e afeto, não esperando receber algo em troca (bem... comigo acontece assim... sempre aconteceu e eu AGRADEÇO à Deus por isso)... mesmo assim... gosto de agradecer, como forma de mostrar que eu valorizei o apoio que recebi...
Acho sinceramente que a primeira palavra que eu deveria ter aprendido era "GRATA", ao invés de "mamã" rsrs, porque desde muito nova, sempre fui apoiada...
Deveria começar láaaaaaaa na fase fetal, agradecendo a minha mãe por me ter - separado e não junto, porque meter ela já... enfim... Valeu, mãe... e depois agradecer à minha primeira professora que me ajudou a articular bem as palavras... ahhh como são importantes as palavras... Valeu, "Tia" Dorotéia... e daí por diante, agradecer um tantão de gente... algumas pessoas que me ajudaram de forma simples, mas importantes... como a minha Tia Gilse, que sempre tão chata com a saúde bucal (trabalha numa clínica de odontologia), desde pequenininha me garantiu acesso gratuito e de qualidade no serviço odontológico, o que com certeza resultou nos dentes saudáveis que tenho hoje... Valeu, Tia Gilse... outras que me ajudaram de forma a mudar radicalmente minha vida... como a Dra Ivanira (sei lá a especialidade dela... eu só tinha cinco anos), que me salvou da meningite... eu poderia ter morrido... eu quase morri... #Fatão ... mas tô aqui escrevendo esse post testamento... Valeu, Dra....

Bem... algumas delas já estão agradecidas pessoalmente, e claro que não vou agradecer à todos que me ajudaram desde a minha fase fetal, se não esse post vai ficar maior que a torre Burj :P...

Mas não dá pra deixar de citar um agradecimento carinhosíssimo antes de entrar nos agradecimentos especiais aos quais me refiro no título... até porque... uma coisa levou a outra rsrs... Então meio que brevemente, agradeço com todo o amor do mundo à minha tia Gilda Crosara, que, do jeito meio invasivo dela (mas enfim... é o jeito dela), foi a única que confiou na possibilidade de eu me tornar uma pessoa melhor e isso aconteceu na "pior" fase da minha vida (não que eu já tenha sido do tipo de usar drogas, me prostituir na São Lourenço, pichar muros por aí, dançar na boquinha da garrafa ou ser presa... mas sim... tive uma fase complicada de rebeldia)... Uma vez minha tia me disse: "Eu sou assistente social... não posso desistir das pessoas... o dia em que eu desistir de uma pessoa, não posso mais ser assistente social"... E ela não desistiu de mim... mais do que isso... ela foi a ÚNICA, naquele momento complicado, que não desistiu de mim... é graças à ela que hoje sou assistente social também... só não aprendi ainda a parte de "não desistir das pessoas"... rs... mas quem sabe um dia... Valeu, "Titia"... e pegando o gancho... agradeço ao meu padrinho Gilberto por me lembrar disso... Valeu, Padrinho!

Ok... momento introdutório "zói chei dágua" findado... vamos ao real motivo desse post, que é...

AGRADECER imensamente à duas grandes amigas... uma que por enquanto só conheço no mundo virtual, mas que através desse "mundo", já convive comigo há cinco anos (ou quase cinco anos, ou algo bem próximo disso rs)... que é a Dany Mendes (@danymmagalhaes) ... e outra que conheci no comecinho de 2010... alguém com quem tenho o prazer de trabalhar lá na COHAGRA e que tem um lugar especial demais no meu coração, que é a Dona Elisa...

Ahãn... mas elas merecem agradecimentos especiais nesse momento por que???

Pois é... quem me conhece bem (aliás, nem precisa me conhecer tão bem assim pra saber isso rs) sabe que eu tenho um fantasma... na verdade todo mundo tem um fantasma, só que algumas pessoas não admitem, outras não percebem, outras não o identificam... mas todo mundo tem pavor... medo ou giriza por alguma coisa... no meu caso, consegui identificar o meu fantasmão e o nome dele é DESEMPREGO...

Espantar esse fantasma é complicado... existem algumas maneiras de se fazer isso e posso citar duas delas... primeira: ser uma pessoa ultra-dinâmica, que não dorme, não come, não trepa e quase não vive... passar 24 por dia com celular, i-phone, notebook e coisas do gênero ao alcance das mãos... se eu fosse assim, seria a assistente social de uma renomada multi-nacional ou de uma famosíssima ONG... bem ao estilo Marlova Jovchelovitch Noleto e com tal característica, duvido que não seria eficiente e eficaz o suficiente a ponto de não ser demitida e conseguir promoções bienais... mas enfim... essa não sou eu (pelo menos, não totalmente eu)... segunda: passar num concurso público, cuja carga horária geralmente é de 30 horas semanais (o que te dá tempo pra dormir, comer, trepar e viver)... essa segunda opção torna você uma funcionária de regime efetivo (ou estatutário, cada esfera de governo dá um nome), sendo assim, após o término do estágio probatório (que costuma variar entre 1 e 3 anos), ninguém pode demitir você, há não ser por alguma falta grave (e creio que muito grave mesmo porque nunca vi à nível municipal, um funcionário efetivo ser demitido)...

Pensando em espantar meu fantasma desde 2007, quando vivi meu primeiro (e único) desemprego relevante, optei pela segunda opção mencionada acima... comecei a prestar concursos públicos por aí... a princípio, sem foco... podia ser de qualquer esfera, em qualquer cidade, com qualquer salário... eu só tinha duas exigências... o cargo: assistente social e a carga horária: de no máximo 30 horas semanais... Contudo, apesar de estudar razoavelmente, nunca me classifiquei bem num concurso (considero uma boa classificação, ficar colocada dentro do número de vagas disponíveis... então se tiver 100 vagas e o candidato ficar em 100º, pra mim, a colocação dele foi boa)... e olha que prestei vários...

Então... aconteceu que no começo de 2010 tive um problema profissional sério (nem tão sério assim, mas eu e meu péssimo defeito de super valorizar tudo) e aí desabafei no grupo Sublimes Mães, onde convivo com a Dany... recebi muito apoio de todas lá, mas o que destacou no email da Dany foi o TAPA NA CARA que ela me deu... Obviamente não vou lembrar exatamente as palavras que ela usou, até porque, me lembro que o email foi grandão... rs... mas foi algo parecido com:

Será que você estuda muito mesmo? Não está faltando mais dedicação? Você realmente faz TUDO o que pode?

Enfim... não foi isso, mas foi algo muito parecido com isso... e aí eu acordei pro fato de que não estudava o suficiente pra passar num concurso... estudava o suficiente pra passar tipo... num vestibular... mas pra um concurso público, todo esforço que você faz é pouco... e foi pra isso que a Dany me alertou... desde que li o email dela em janeiro de 2010, tendo prova marcada pra abril do mesmo ano, enfiei a cara nos livros... aproveitei que fui transferida pra um setor, naquele momento, muito tranquilo e quase sem atividade e me dediquei a ler, ler, ler e ler... perguntar, perguntar, perguntar, perguntar... reler, reler, reler, reler... mais ou menos isso... como eu sei que meu tipo de inteligência não me permite aborver muitos conteúdos e temas de uma vez, optei por ler uma disciplina por mês, com intervalo de uma semana entre uma disciplina e outra e escolhi apenas duas obras de cada disciplina (costumam sugerir nos editais cerca de pelo menos 10 obras pra cada disciplina... ninguém merece) e "meti a cara" nelas... se antes do tapão na cara que a Dany me deu eu estudava uma hora por dia, depois, passei a estudar entre seis e nove horas por dia e mesmo sabendo que isso ainda não era suficiente pra uma excepcional colocação, eu tinha a certeza de que pelo menos dentro do quadro de 24 vagas oferecidas no concurso público da prefeitura de uberaba, eu ficaria! Além disso, passei a me focar... parei de dar tiros no escuro e defini características que um concurso deveria ter pra eu querer prestar... assim, ficaria mais fácil me dedicar aos selecionados...

E não foi só com o tapaço na cara que a Dany me ajudou... ela me deu uma dica que pra muitos pareceria idiota, mas eu levei a sério... se tem uma coisa que eu não faço é ler edital inteiro de concurso público... ninguém merece ler aquele treco daquele tamanho... quando abria um edital de concurso eu fazia assim:

1- Tem o cargo que eu quero? SIM - prossegue;
2- A carga horária é igual ou menor que 30 horas semanais? SIM - prossegue;
3- Tem vaga pra minha cidade? SIM - prossegue
4- Data da inscrição - anota
5- Valor da inscrição - anota
6- Como e onde se inscrever - anota
7- Data da prova - anota
8- Bibliografia - imprime

FIM DA LEITURA... afinal isso era tudo o que eu precisava saber pra prestar um concurso certo?... mentira... a Dany falou que é errado... "Edital tem que ler... uma leitura bem feita do edital é 50% da prova".... Então tá, mãe... vou ler! (brincadeirinha, é lógico... a Dany tem quase minha idade :P)

Pronto... lá fui eu meter a cara no Edital... li de cima pra baixo, de baixo pra cima, da esquerda pra direita, da direita pra esquerda... comi com queijo-minas, pão de queijo e pamonha doce no café da manhã e ainda o transformei em livro de cabeceira :P... exageros à parte, eu li inteiro, mesmo sobre outros cargos, sobre coisas que não me afetariam... mas li inteiro, o que nunca tinha feito antes e de fato, o edital por si só já te esclarece um montão de coisas...

Por isso aí... o tapão na cara e a orientação sobre ler o edital, é que eu agradeço imensamente à minha amiga Dany Mendes... dentre os responsáveis pela situação trabalhista em que me encontro hoje (concursada, nomeada e quase empossada), a Dany, com certeza é uma delas... se o prêmio pela dedicação fosse em dinheiro, esmaltes, produtos de sexy shop, roupas infantis ou leite, com certeza parte desse prêmio iria pra Dany, como é cargo público não dá pra dividir com ela... rs... mas como eu disse láaaa em cima... sei que quando recebo apoio, ajuda e orientação, quem faz isso faz por amor, afeto e carinho... e sei que a Dany não precisaria nem desse post especial, porque ela é evoluída e especial pra caramba... mesmo assim, quis agradecer... Valeu, Dany!!! ^^

E aí foi que, como toda prova de concurso público, a minha aconteceu num domingo, e na sexta-feira que precedeu, comentei no trabalho que prestaria o concurso... foi quando Dona Elisa, que até o momento nem era ainda tão minha amiga quanto hoje é, me chamou, me abraçou e desejou boa sorte... mas sendo a tão prestativa e detalhista que é não ficou só nisso... foi uma única dica me dada por Dona Elisa... mas ahhh que dica de ouro:

"Leia a prova três vezes... na primeira vez faça uma leitura dinâmica, na segunda vez faça uma leitura interpretando a questão e na última vez, faça a leitura pensando, raciocinando e respondendo a questão... fazendo assim o cérebro tem tempo de assimilar o conteúdo da prova e aí o que você leu vem a tona na terceira leitura... pode parecer perda de tempo, mas você responde uma questão muito mais rápido lendo assim..." ... Então tá, mãe... eu vou ler três vezes (Dona Elisa bem que podia sim ser minha mãe... rs)

Faz sentido pra você? Pra mim até que fez, e aí resolvi seguir... nunca fiz uma prova tão rápido na minha vida (exceto no colegial quando não sabia nada e tirava uni-duni-tê antes de marcar o X") e tão consciente das respostas...

Saí da sala de aula tendo distribuídos em mentes três grupos de questões:

a) as que eu tinha certeza da resposta e acertei (ou foram canceladas porque a resposta correta, e que eu tinha certeza que seria a correta, não constava nas opções);

b) as que eu nem fazia idéia de sobre o que se estava falando ali e chutei (nessas poderia ter errado ou acertado) e

c) as que eu tinha dúvidas sobre a resposta, em função das opções meio "pegadinhas" se é que me entendem e no caso do grupo C, as chances de ter acertado eram maiores do que as de ter errado...

Quando peguei a prova na net e comparei com meu gabarito, constatei que estava certa sobre os três grupos... acertei todas as questões válidas do grupo A (duas foram canceladas)... acertei algumas poucas questões do grupo B (Valeu, Deus) e acertei a maioria das questões do grupo C...

Como muitas questões se encontravam no meu grupo B (risos, risos, risos), só consegui fazer 60% da prova, sem zerar nenhuma disciplina... ou seja... conseugi alcançar o mínimo exigido para classificação...

Foi com um abraço, um desejo de boa sorte e uma dica que a Dona Elisa mereceria ganhar parte do meu prêmio, se houvesse condição de dividí-lo... mas a Dona Elisa também me ama e dispensa contrapartida, compensação e recompensa... mesmo assim, quis agradecê-la de forma especial aqui... Valeu, Dona Elisa!!!

Agradecimentos também à todas as pessoas que torceram, oraram, rezaram, louvara, fizeram mandinga, mandaram boas vibes... enfim... tudo isso também foi muito importante pra mim... deu forças! (sei que ninguém vai ficar com ciúmes, mas quis garantir rs)... Valeu, amigos/as e familiares!!!

Foi então que conquistei o nono lugar no tal concurso... o que não é grande coisa, mas como eu disse, eu estava consciente de que conseguiria apenas me manter entre as 24 primeiras colocadas e garantir uma vaga... pra um próximo, sei que o esforço terá que ser bem maior do que esse... mas foi esse esforço graças a Dany e essa tática de leitura graças a Dona Elisa que no dia 19 de janeiro de 2011, no diário oficial municipal de número 858, especificamente na página 37... que eu fui nomeada Analista Governamental - Assistente Social da Prefeitura Municipal de Uberaba... sei que ainda não é assim uma Brasteeeeeeemp, mas ao menos, me livrei do meu fantasma!!!

Valeu, Ranne!!!!

10 comentários:

  1. Nossa amiga, eu ja sabia da nomeação... mas foi maravilhoso ler tudo isso, me encorajou a prestar concurso novamente e confiar que tbem consigo...
    Beijos, felicidades e xô fantasma!!!!!

    ResponderExcluir
  2. mazahhhhhhhhhhhhh q maravilha,... essa é a minha amiga Ranne. Parabéns, guria, vc merece.Tb depois de cada sacudida, bem q a Dany fez...hehehe.Ela é ótima, né. Mas o reconhecimento maior veio por teu esforço e dedicação. Agora és efetiva e ninguém mais te tira dai. Bjus e curta mtoooo

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, e muita sorte nesta tua nova caminhada, fui nomeada ano passado e passei por tudo isto. É um misto de emoções e valer toda a dedicação e sacrificio. bjs




    http://sonhandopoa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oiê, adorei seu recadinho em meu blog!Claro que pode me add no seu bloggroll,acho super chique!!!
    E qto ao cabelo,não vi antes...mas adorei o resultado!!

    Beijokas*

    ResponderExcluir
  5. Que lindooooooo seu post! Vc escreve tão gostoso que parece que estamos aí sentada conversando.
    Parabéns pela conquista!!!
    beijocas

    ResponderExcluir
  6. Amora... Eu tô mega feliz com sua conquista e super envergonhada com o post!! kkkkkk
    Sabes que podes contar comigo sempre né? debaixo d`água afogando, no meio do incêndio!! Curta muito essa nova etapa da sua vida, seja feliz e realize seus sonhos... E se alguém precisa agradecer aqui, sou eu... Por me aguentar nas minha chatices e crises pseudo existenciais!
    Bjus flor e mais uma vez... PARABÉNS PELA CONQUISTA!!

    ResponderExcluir
  7. Que bacana Ranne, fico imensamente feliz por você!
    Boa sorte no seu novo trabalho e muito sucesso que você merece!!!!

    ResponderExcluir
  8. Ah, amiga, Parabéns mesmo p vc!!!!! Lembro de td que vc passou e lembro até do email da Dany! Vc merece mesmo! Fez por merecer, não poderia, não seria justo se fosse diferente! Parabéns e Deus a abençoe nessa nova caminhada,viu!

    bjãooo

    ResponderExcluir
  9. Parabéns Ranne que você tenha muito sucesso! afinal ele já está te acompanhando né? passar num concurso é tudo de bom ;)
    beijooos e Felicidade!!!

    ResponderExcluir