terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Aquele sobre a minha palavra em 2010...



Foi passeando por aí no netmundo, à procura de álbuns de scrapbook que eu pudessem me inspirar à construir alguns dos montes de álbuns que tenho em mente, que descobri o blog da Ali Edwards... Caí numa página de seu blog onde ela publica seu "december dayli... um projeto super interessante que ela finaliza com a construção de um álbum... duas páginas pra cada dia de 01 à 25 de dezembro... período este em que, se entendi bem, ela está de férias e com a família reunida, sendo portanto, propício para vivenciar bons momentos e concretizá-los através de fotos, palavras e outras coisas que fazem parte do seu dia-a-dia nesse período...
Por gostar muito da redação dela (e geralmente o que me prende no blog é muito mais a redação do que o conteúdo em si), quis ver seu blog a partir da home... foi aí que vi o post que me inspirou a criar este... No post "One Little Word 2010"... Ali nos convence e instiga a pensar numa palavra pra nos acompanhar por todo o ano de 2010, o que eu achei interessante... "uma única palavra pode ser uma coisa poderosa. Pode ser a onda na lagoa... uma onda que tudo muda. Pode ser afiada e cortante, ou rica, suave e lenta"... é o que defende Ali... "(...)sua palavra pode ser algo tangível ou intangível. Pode ser um pensamento ou sentimento ou uma emoção... Ela pode ser singular ou plural. A chave é encontrar algo que tenha significado pessoal pra você"...
Sabe... acho que ser movida por uma simples palavra por todo o ano, pode fazer com que prestemos mais atenção em algumas coisas... alguns desejos, alguns sonhos, algumas responsabilidades... enfim... e foi pensando nisso e em como o ano de 2009 me pareceu morto, ruim e sem nenhuma realização concreta e satisfatória, que eu escolhi uma palavra para me seguir em 2010... e aí, quem sabe, a partir dela, fazer valer a pena cada minuto, cada segundo e cada acontecimento... fazer com que cada conquista, perda, vitória ou derrota, tenha o seu real e devido valor...
Também me motivou a escolher a minha palavra de 2010, os projetos que penso em realizar nesse ano... alguns pessoais, outros profissionais... enfim... coisas que desejo conquistar e realizar, que estão na minha lista de desejos há algum tempo, mas que eu não concretizei, sei lá eu por que...
Minha palavra para 2010 é, portanto: C.O.T.I.D.I.A.N.O... e minha esperança em viver 2010 sob a inspiração dessa palavra é poder prestar atenção no meu dia-a-dia... valorizar cada pequeno acontecimento... cada pequena conquista...
Percebi que em 2009 eu não prestei atenção a cada passo da minha vida ... é como se tudo tivesse acontecido ao acaso... aleatóriamente... sem toda a emoção da qual eu faço questão de viver meus acontecimentos... com a palavra C.O.T.I.D.I.A.N.O a seguir-me todos os dias no ano de 2010, espero viver e sentir os detalhes do meu dia-a-dia...
Eu quero viver cada minuto, cada segundo da minha vida ... quero observar os meus filhos ... meu marido ... meu trabalho ... minhas criações... meus amigos e amigas... minha família... minha vida, enfim...
Então é isso... hoje vim deixar a minha palavra pra 2010 e quem sabe vocês também se inspirem para escolher (ou se deixarem ser escolhida por) uma palavra para lhe seguirem durante todo o ano que está por vir... e que cada dia do meu dia-a-dia seja único e possa contar a minha história nesse ano!


Photobucket

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Aquele sobre a mensagem de Natal que eu gostaria de receber...

*
Sabe em 2009 você foi uma amiga incrível... leal, fiel, honesta e sempre... absolutamente sempre verdadeira... se eu precisei, você me indicou os caminhos, nunca me dizendo o que eu deveria fazer... mas, mais importante do que isso... me mostrando as opções que eu tinha, diante do meu problema...

Você foi, em 2009, o tipo de amiga, companheira, colega, cúmplice, que eu tive certeza de que poderia contar, se as coisas ficassem pesadas e doídas demais... princípalmente doídas demais...

Você foi a minha "bola 8"... eu sabia que podia ganhar se você estivesse por perto... e sabia que se isso desse errado por qualquer motivo, tudo poderia ser divertido, mesmo assim!...

Você me atendeu, sempre que eu chamei... e se não atendeu na hora, sempre me retornou e perguntou, preocupada: "Amiga, o que houve?"... e depois dessa pergunta, você sempre me ouviu, me deixou chorar ou desabafar, ou esbravejar... e depois, serena, sempre me mostrou que tudo tem três lados...

Você me deu absolutamente tudo tudo tudo o que você dispunha em seu coração nesse ano de 2009, só pra me ver sorrir, ou pra me deixar bem, mesmo que por um momento apenas...

Você sempre me mostrou a verdade à ilusão... e sempre me criticou quando eu te mostrava estar vivendo uma ilusão... porque pra você, só a verdade é capaz de mover bons sentimentos...

Eu sabia, porque você sempre deixou bem claro... que nossas diferenças não nos separavam, ao contrário, nos uniam, porque permitiam que aprendêssemos ainda mais uma com a outra(o)...

Você se permitiu à mim... e respeitou o meu tempo de me permitir a ti, mesmo que isso ainda nem tenha acontecido ainda (se não aconteceu)...

Sabe... você nunca mentiu pra mim, mesmo se a verdade pudesse ser sofrida, ou dolorida, ou até mesmo cruel... mesmo assim, você soube, sempre, que um papel importante enquanto minha amiga, era me manter fora do escuro, fora das meias palavras, fora das inverdades ilusórias...

Mas sabe ainda mais???... Você cometeu erros e falhas... você pisou na bola as vezes (acho até que muitas vezes)... você se mostrou uma filha da puta em algumas situações... e eu confesso que em alguns momentos você até me machucou... me fez chorar... me decepcionou...

Mas quer saber mais e ainda muito mais? Não importa... porque eu sei que eu também magoei, decepcionei, machuquei e intriguei você... mas eu sei que você não deixou de me amar, me respeitar e me admirar por isso... e agora e queria que você soubesse que eu também não deixei de amar, respeitar e admirar você...

Então, um feliz Natal... e um 2010 cheio de lágrimas e dores e amores, e decepções e tudo mais do que em 2009, para que possamos crescer mais, nos amar mais e ter sempre a certeza de que a amizade pode superar absolutamente TUDO, quando se tem AMOR!!!!
----------------------------------------------------------------

Essa seria uma verdadeira mensagem de Natal pra mim... E é... uma verdadeira mensagem de Natal, à todos os verdadeiros amigos, verdadeiras amigas... meus verdadeiros amores!!!


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Aquele sobre a chamada: "Comece uma História"

*
A frase impositiva da qual faço uso para compor o título deste post foi vista por mim numa revista bastante conhecida que trata sobre assuntos diversos e atualidades em geral... a chamada não estava disposta numa matéria, mas na campanha publicitária visando a promoção de uma instituição bancária privada - era uma propaganda - que tem por slogam a auto afirmação "perfeito para você"...
Não que isso tenha me inspirado a falar sobre bancos, slogans ou campanhas publicitárias... é só que a chamada "comece uma história" me fez pensar sobre inúmeras coisas do cotidiano... projetos de vida, sucessos, fracassos, planos, destinos, começos, meios e fins (principalmente fins) e até sobre os últimos acontecimentos no país e no mundo (principalmente no país)...
Sei..... e somente sei... que a proposta feita pela tal instituição bancária na tal revista famosa não deu sossego ao meu superego até que eu pegasse um bloco de rascunho e uma bic preta e começasse a discorrer entre linhas...
Fiquei pensando em quantas histórias começamos... e se terminamos todas elas... e em quantas histórias somos inseridos sem querer e mesmo assim, por vezes, acabamos por nos tornar seu protagonista...
Pensei... e inevitavelmente pensei naquele policial militar... aquele que apanhou na "fusaca" ocorrida no estágio Couto Pereira em 06 de dezembro, após o jogo que terminou em empate entre Coritiba e Fluminense, levando o time da casa à série B do campeonato brasileiro, deixando sua torcida enfurecidamente violenta...
O polícial sofreu lesões a ponto de ser hospitalizado e quase morrer... na verdade chegou a morrer, segundo informações do capitão Bruno Soares, mas aí ficou no quase, segundo informações do coronel Jorge Costa Filho...
Pensei... e inevitavelmente pensei em quantas histórias ele começou e quase não terminou... quase foi impedido de terminar...
E aí pensei no time do Coritiba e em como ele planejou viver sua história no campeonato brasileiro de 2009... e pensei: tenha sido como for, com certeza não planejou ser rebaixado à segunda divisão...
E pensei na torcida coritibana, composta por milhares de curitibanos que também começaram uma história quando apoiaram o time no campeonato brasileiro... e duvido que estes tenham planejado terminar essa história jogando cadeiras e encenando ao vivo, para milhões de pessoas, a reprodução de uma das piores cenas reais da história do futebol brasileiro... cena esta que em nada perde para aquelas mostradas nos filmes que retratam a história das favelas no Rio de Janeiro (sim, porque o modelo de violência do país é quase sempre - se não sempre - a cidade maravilhosa... mas deixemos essa injustiça em forma de estereótipo para um outro momento de indignação)...
Não importa de quem seja a história começada e tão pouco de qual ponto de vista é avaliada... a verdade é que ninguém começa uma história imaginando que ela possa acabar da pior forma possível...
Não se começa uma história profissional planejando morrer (ou quase morrer) exercendo sua função...
Não se começa um campeonato planejando terminar como um dos últimos classificados (ou como um desclassificado)...
Não se começa uma torcida planejando terminar jogando cadeiras e espancando pessoas...
E todos os dias começamos uma história... e começamo-nas sem poder imaginar se vamos terminá-la ou não...
Foi inevitável pensar que em 2010 o Coritiba vai começar uma história na série B do campeonato brasileiro e isso dará à torcida coritibana a oportunidade de começar uma história enquanto torcida...
E aí pensei... e inevitavelmente pensei: aquele policial brutalmente agredido pela torcida coritibana poderia não ter mais histórias à começar... *

Photobucket
Foto Lineu Filho extraída do Jornale Curitiba On Line



-------------------------------------------
Homenagem ao Rio de Janeiro, essa cidade maravilhosa, vítima, inúmeras vezes de estereótipos que ofuscam suas maravilhas...

Homenagem aos torcedores do Coritiba que se recusaram a participar do massacre naquele inferno verde...

Homenagem ao time do Coritiba, por até o último minuto, lutar contra o rebaixamento...

Homenagem, principalmente, ao policial militar, quase morto, que quase teve suas histórias interrompidas...

E assim, que comecemos uma história de não violência neste país!

------------------------------------------

Obs - O termo coritibano refere-se à torcida do Coritiba Foot Ball Club e não à pessoa nascida na cidade de Curitiba (só pra constar)!

domingo, 6 de dezembro de 2009

Aquele do scrap especial...

*
Só pra deixar um scrap especial pra uma pessoa especial... e mais nada, porque a vida continua...
*



segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Aquele da volta...

*
Voltei pro mundo das críticas, falsidade, jeitinhos, rótulos, estereótipos, hipocrisias, julgamentos, sarcasmos, ignorâncias, doenças e afins...
e aí, voltei pra arte do scrapbook digital, que me ajuda a encarar isso tudo aí em cima! (e prometo que vou dar um jeito nesse espaço o mais breve possível tá?!)
*


Photobucket

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Aquele do começo...

*
Não era bem assim que eu pretendia iniciar minhas postagens nesse blog... à começar pelo layout horroroso e nada customizado... a idéia era um espaço bonitinho, todo organizadinho e com a intenção de atualizar ao menos uma vez por semana... mas o que na minha vida desde meus 6 anos de idade é realizado após um perfeito e minuncioso planejamento? (não respondam)!
A idéia de iniciar agora é, pelo menos vez em quando trazer notícias do meu mundo sem net... bem, não tão sem net assim... na verdade sem contatos via net... as vezes venho tirar uma dúvida sobre qualquer coisa pelo google, ou pesquisar algo pro trabalho, principalmente em relação a legislações... mas enfim... dos prazeres da net to de férias mesmo... a idéia é levar isso até janeiro, mas não posso ser precisa em relação ao tempo que preciso...
Acho que sou a prova viva de que tudo o que é bom enjoa... sou viciada em net e contatos via net, mas quando me canso, me canso... e aí preciso de um tempo (poderia ser assim com família né? a gente se cansa, tira férias e volta pra casa... uhuuu - vou sonhando)...
Vamos a idéia original antes que isso aqui vire uma cadeira no corredor que precede a antesala da sala de espera do Dr. Freud (todos concordamos... segue)... Continuo bem... só cansei de twitter, orkut, emails (que já se acumulam em 800, aproximadamente), scrapbook digital e artesanal... isso vai passar, garotas e garotos... não se desesperem... àqueles que não conseguem viver sem a amiga virtual, deprimida e reclamona aqui, dou a feliz notícia de que eu com toda a minha melancolia, nostalgia e vontade de viver aquilo que já vivi, quando desejava viver aquilo que hoje vivo... vai voltar...
Meus dias se resumem em acordar as 5:30 da manhã, escovar os dentes correndo e ir trabalhar... qndo chego está tudo calmo, então dá tempo de me maquiar, rever a agenda e fazer algumas triagens (continuo odiando a palavra triagem, mas gosto da expressão "rever a agenda")... chego em casa e vou assistir Gilmore Girls... estou na sexta temporada, então minha diversão de deprimida de plantão está quase acabando...
Não tenho vontade de fazer compras (essa parte é preocupante e muito...)... parece que só a idéia de entrar numa loja, experimentar, negociar e passar o cartão, já me faz perder inúmeras calorias que eu poderia manter se estivesse deitada na minha cama vendo as garotas americanas que fazem de tudo um drama (se parecem com alguém que eu conheço... quem será?)
Mantenho minhas obrigações domésticas... um dia jantar, no outro dia banho na cria mais nova... ahhh que divertido (ahhh lembrei com quem as GGs se parecem)...
A parte boa... vez em qndo curto alguma coisa com a minha filha... sábado foi cinema e pizza no shopping... legal isso... me faz lembrar daquela vida que eu queria voltar a ter, mas qndo tinha, queria ter essa que tenho hj e agora não quero mais essa, quero a outra que tive e ... afff... isso é confuso...
melhor pedir pizza e ir ver seriado...

bjks